DESTAQUES

Como nosso corpo reage ao envelhecimento?

Juliana Prestes Mancuso 29/06/2017 SAÚDE E BEM-ESTAR
Como nosso corpo reage ao envelhecimento?
Fonte: imagem Pixabay
Fisioterapia 'gerencia' o organismo para se adaptar melhor ao avanço da idade

por Juliana Mancuso

O corpo humano tem um ritmo de envelhecimento muito próprio e, com o passar dos anos, é natural que existam mudanças significativas na forma física de cada um. A maneira como o corpo humano envelhece depende, em parte, dos laços genéticos que o ligam à família, mas não resulta exclusivamente deles. O estilo de vida, o exercício e os hábitos alimentares têm um impacto muito forte na forma como o corpo envelhece. Um estilo de vida saudável pode diminuir muitos dos efeitos do envelhecimento e essa é uma opção que se revela nas escolhas que cada um faz.

Postura

A boa postura é conceituada como a posição que o corpo assume no espaço em função do equilíbrio de vértebras, discos, articulações e músculos. Deve envolver interações complexas entre os ossos, as articulações, o tecido conjuntivo, os músculos esqueléticos e os sistemas nervosos central e periférico.

Sabe-se que o controle da postura é um grande desafio para o corpo humano, sobretudo em idosos, pois o processo de envelhecimento traz várias alterações anatômicas e fisiológicas, como distúrbios na coluna vertebral, que apresenta as curvaturas: cervical, torácica, lombar e sacra.

Quando um indivíduo atinge uma certa idade, é comum que tenha perdido cerca de 2 centímetros da sua altura total. Essa alteração deve-se às mudanças existentes na postura normal e na compressão das articulações principais, como os ossos da coluna e os discos da coluna vertebral.

Para minimizar isso, a fisioterapia ajuda a manter a postura correta com exercícios e orientações, bem como uma dieta de vida saudável é muito importante para manter a mente sã.

Pele

Com o avançar da idade, a pele fica menos elástica e é natural que surjam mais linhas e rugas à sua superfície. As glândulas da pele vão produzindo cada vez menos óleo, o que faz com que a própria pele fique mais seca e estragada. Para que isso não aconteça e para retardar o envelhecimento da pele, deve utilizar cremes hidratantes e um protetor solar para proteger a sua pele dos raios ultravioletas. É também aconselhável a utilização de um chapéu ou um boné para estar mais protegido dos malefícios do sol. A hidratação do corpo também é outro fator importante, devendo aumentar a quantidade de água ingerida por dia à medida que envelhecemos, bem como optar por uma alimentação mais rica em proteínas e fibras para ajudar no equilíbrio geral e manutenção do corpo.

Cabelo

O cabelo ou a ausência dele é um dos indicadores principais do envelhecimento humano. Os problemas capilares podem ser provocados pelas mais variadas razões, desde o estresse do dia a dia, aos maus hábitos alimentares, depressões, até ao excesso de gordura no cabelo e é por isso que é normal que o cabelo vá perdendo a sua cor original e vá ficando cada vez mais fino. Atualmente, existem vários tratamentos capilares que impedem o aparecimento da calvície.

Memória

As alterações da memória são uma parte vulgar do processo de envelhecimento e é normal que determinados episódios não sejam recordados. No entanto, isso pode ser melhorado e trabalhado. Basta exercitar o cérebro com a realização de palavras cruzadas e jogos mentais, assim como a realização de exercícios físicos que aumentam o fluxo sanguíneo e o oxigénio para o cérebro.

Alimentação, metabolismo e atividade física  

Quando começa a envelhecer, o corpo humano precisa de mais energia para desempenhar suas funções habituais. Por isso, a alimentação mais saudável e cuidadosa é importante nesta fase da vida, e o metabolismo também diminui. As alterações hormonais que acontecem no organismo resultam num aumento da gordura corporal e na diminuição da massa muscular.

Nesse sentido, a melhor maneira de gerir essas mudanças é ingerir menos calorias e manter ou aumentar a sua atividade física. Quando a massa muscular é fortalecida, o metabolismo fica mais rápido e funcional.

Ossos

Durante a vida adulta, os ossos perdem gradualmente o seu conteúdo mineral e ficam com menos força, resistência e densidade. Quando as mulheres atingem a menopausa, os riscos da perda da densidade óssea são maiores e isso aumenta as hipóteses de sofrerem de osteoporose.

Para que isso não se suceda, é fundamental realizar exercício físico com regularidade, ingerir cálcio e vitamina D diariamente e, acima de tudo, evitar fumar ou beber café.

A fisioterapia funciona como um gerenciador que possibilita um melhor aproveitamento do organismo na adaptação ao envelhecimento.

Uma boa qualidade de vida é possível também na vida madura, mas é válido lembrar que quem mantém um padrão de boa qualidade de vida durante o ciclo de vida, tem mais probabilidade de perceber uma qualidade de vida melhor na terceira idade.

Atenção!
Este texto não substitui uma consulta ou acompanhamento de um médico ou fisioterapeuta e não se caracteriza como sendo um atendimento.




TAGS :

    corpo, envelhece, fisioterapia, postura, osteoporose

Juliana Prestes Mancuso

É formada pela Universidade Anhembi Morumbi, especializada em Fisioterapia Ortopédica e Traumatológica pelo Instituto Cohen de Ortopedia e Medicina Esportiva, Fisiologia do Exercício pela Universidade Veiga de Almeida, Fisioterapia do Sistema Musculoesquelética pela Universidade São Marcos e em acupuntura e medicina chinesa pelo Centro Científico Cultural Brasileiro de Fisioterapia. É responsável pelo site e grupo de discussão Fisioterapeutas Plugadas.



ENQUETE

Você prefere ouvir o quê?







VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.