DESTAQUES

Faça bom uso da consciência

Dulce Magalhães 09/05/2017 AUTOCONHECIMENTO
Faça bom uso da consciência
Fonte: imagem Pixabay
Podemos escolher como iremos reagir ao que acontece

por Dulce Magalhães

É extraordinário o que o exercício de nossa consciência pode fazer pelo bem de nossa vida. Não podemos ver, sentir, cheirar, tocar, perceber ou pensar sobre qualquer coisa, sem que a consciência seja envolvida. Há um nível em que percebemos as coisas, e um outro nível em que reagimos a elas. Percepção e reação, portanto, não estão vinculadas, apenas relacionadas. Podemos perceber algo ruim e reagir bem.

A mágoa, por exemplo, que é a reação a uma agressão percebida, é fruto de uma resistência que habita dentro de nossa consciência. Ou seja, nos magoamos não com o que o outro diz ou faz, mas com o que sentimos do que é dito e feito. É necessário uma resistência para que se concretize uma agressão. Perdoar, a si mesmo e ao outro, é uma função da consciência que permite a liberdade, fruto de uma escolha.

Experiência é o que pensamos sobre o que acontece

Considerando que está na consciência humana a chave para a criação das experiências, porque experiência não é o que acontece, mas o que pensamos sobre o que acontece, não há no mundo uma fórmula única que sirva para duas pessoas. Cada um de nós vai ter que trilhar o próprio caminho e encontrar seu próprio jeito de levar melhor a vida.

Ou seja, não há as oito regras, as quinze maneiras, os dez princípios, receitas, fórmulas ou métodos que possam mapear uma existência feliz. Cada um vai ter que desenhar o próprio mapa, a medida é a do indivíduo. Não devemos estar à busca de métodos, mas à busca de nós mesmos. Reside dentro de nós a condição plena e o dom absoluto para ser e viver o que mais desejamos, porque fomos capacitados e beneficiados com a oportunidade da escolha. Há sempre, mesmo que seja dura e complexa, a condição de desistir, rever, parar, recomeçar, desaprender, reaprender, refazer...

Não podemos controlar o que acontece ao nosso redor, mas somos os únicos capazes de escolher com que emoções vamos reagir ao que acontece. Nossas emoções estão sob nosso absoluto controle e são elas a argila básica onde fomentamos nossas atitudes e atos. A vida é fruto da consciência. Não deixe que os melhores dias de sua vida aconteçam sem você. A consciência do momento, do exato instante em que nos encontramos agora, essa passagem brevíssima de existência que descansa na eternidade do tempo, é o ápice da vida. Não é a quantidade de tempo que acumulamos, mas a consciência do momento que nos faz vivos.

A questão essencial é que não podemos esperar que o mundo faça silêncio para que possamos meditar. Não podemos desejar que tudo se estabilize, que a violência cesse, que a harmonia se instale, para agirmos com a melhor resposta. Teremos que ser o melhor de nós mesmos em meio ao desequilíbrio, ao medo e à dor. Contudo, não são as condições que nos determinam, mas nossas escolhas. E assim, viver melhor é uma decisão que nos cabe tomar na vida. Reflita sobre isto.

Suerte!




Criteo Publicidade:

TAGS :

    consciência, pensamentos, experiências, escolhas, autoconhecimento

Dulce Magalhães

Ph.D. em Filosofia com foco em Planejamento de Carreira pela Universidade Columbia (USA); Mestre em Comunicação Empresarial pela Universidade de Londres (Inglaterra); autora dos livros: O foco define a sorte; Manual da Disciplina para Indisciplinados; Superdicas para Administrar o Tempo e Aproveitar Melhor a Vida. Especialização em Educação de Adultos pelas Universidades de Roma (Itália) e Oxford (Inglaterra).



ENQUETE

Qual é o seu meio preferido para expressar suas opiniões políticas?








VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.