DESTAQUES

Automutilação e tentativa de suicídio: possíveis causas e como tratá-las

Eduardo Ferreira Santos 01/01/2016 PSICOLOGIA

por Eduardo Ferreira Santos

"Tenho uma filha de 14 anos. Uma série de desentendimentos fez com que ela tentasse suicídio, seguiu-se a isso, por duas vezes, automutilações em partes diferentes do corpo. Pela reincidência do fato, decidi procurar entender o porquê dessa atitude. O que devo fazer?"

Resposta: Tentativa de suicídio e atos de automutilação são sugestivos do diagnóstico de Transtorno da Personalidade tipo Borderline, o que exige atenção psiquiátrica urgente e rigorosa.

O assim chamado TRANSTORNO BORDERLINE é uma patologia difícil, pois contém aspectos oscilantes de normalidade, neuróticos e psicóticos, alternando-se entre si.

O grande risco nesse quadro é a tentativa de suicídio, pois ela tende a se repetir.

O que se deve fazer é procurar um psiquiatra e começar logo um tratamento que contempla o uso de medicação, psicoterapia individual e psicoterapia Familiar.

É um quadro SÉRIO e exige mesmo tratamento antes que se agrave.

Atenção!

Este texto e esta coluna não substituem uma consulta ou acompanhamento de um médico e não se caracterizam como sendo um atendimento.

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. O psiquiatra e psicólogo Eduardo Ferreira Santos responderá dúvidas e perguntas sobre os relacionamentos de uma maneira geral, sobre autoestima e conflitos emocionais. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA
COMUNICAR ERRO

Eduardo Ferreira Santos

Psiquiatra e psicoterapeuta. Obteve Titulo de Mestre em Psicologia Clínica pela PUC-SP e o de Doutor em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina na USP. Escreveu os seguintes livros sobre relacionamento amoroso: Casamento missão (quase) impossível; Ciúme: O medo da perda; Ciúme: O lado amargo do amor Mais informações: www.ferreira-santos.med.br

ENQUETE

Você acha que um romance iniciado no Carnaval tem chances de dar certo?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.