DESTAQUES

Para aprender, é preciso se emocionar

Marta Relvas 26/09/2016 COMPORTAMENTO
Emoção leva a cognição para patamares intocáveis

O espaço escolar precisa ser voltado para a educação emocional. O sistema límbico - território das funções afetivas no encéfalo - tem que ser compreendido no que dizrespeito à sua funcionalidade. Emoções e sentimentos movem os seres humanos e afetividade, enquanto aliada ao fazer educativo, pode fazer a diferença na vida deprofessores e alunos, consolidando memória e construindo aprendizados.

Em suma, o educador deve buscar na afetividade o meio por onde vai construir o seu fazer pedagógico. Os laços afetivos entre professor e aluno garantem uma aprendizagem mais feliz, sem traumas e sem dores. Mais confiantes se tornam os alunos e mais educador se sente o professor. A cognição não vem antes da emoção; é a emoção que leva a cognição para patamares intocáveis.

A memória é uma faculdade cognitiva de extrema importância, pois ela carrega a base de todo o nosso saber.

Desde o nosso nascimento, é pela memória que constituímos a base do conhecimento de toda a nossa vida. Conhecimentos dos mais básicos como o ato de andar, falar e comer, ou até os mais complexos, só são possíveis graças à capacidade de armazenamento de experiências do nosso cérebro através da memória.

Armazenando lembranças de experiências positivas e negativas nós podemos decidir quais atitudes tomar ou evitar, como devemos agir diante de tal situação e até nossas preferências e costumes e dessa forma a nossa personalidade se amolda. O registro dessas experiências através de fatos vividos e observados, podem ser resgatadosquando necessário, faz com que a memória seja a base para aprendizagem.

 

 




Criteo Publicidade:

Marta Relvas

Bióloga, Dra. e Mestre em Psicanálise, Neuroanatomista, Neurofisiologista, Psicopedagoga e Especialista em Bioética. Tem formação internacional em Educação na Abordagem Reggio Emília na Itália. Além de Membro Efetiva da Sociedade Brasileira de Neurociência e Comportamento, também é Membro da Associação Brasileira de Psicopedagogia. É autora de diversos livros e DVDs sobre Neurociência e Educação – Transtornos da Aprendizagem publicados pela Editora WAK. Atua ainda como Professora Universitária da Universidade AVM Educacional / Cândido Mendes e da Universidade Estácio de Sá no Rio de Janeiro, com sólida carreira de palestrante no Brasil e no exterior.



ENQUETE

“Nada mais indigesto para o mundo que a liberdade de uma mulher", diz Fernanda Young. Você concorda?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.