DESTAQUES

Prática de yoga traz mesmos benefícios da técnica de coerência cardíaca

Redação Vya Estelar 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR

por Nicole Witek

Estudos recentes* nos Estados Unidos revelam a redução das taxas em pessoas que sofrem de insuficiência cardíaca de maneira como se tivessem emagrecido 20 quilos, o que representa um resultado duas vezes melhor do que com dieta sem sal. Ao mesmo tempo a taxa de DHEA (hormônio da “juventude eterna”) subiu positivamente para todos os participantes do estudo. Esses resultados foram acompanhados também por outros índices surpreendentes como a diminuição do nível de estresse em 22%, e da depressão em 34% para os participantes.

No final de dois meses de “tratamento” os participantes descrevem uma nova capacidade de gestão das emoções, uma diminuição da ansiedade que passou de 33% para 5% e, além disso, a proporção de 20% que sentia raiva, baixou para 8%.

No que diz respeito aos relacionamentos sociais, os grupos aprenderam a monitorar as emoções para trabalhar de forma mais harmoniosa. Num hospital da região de Chicago onde as enfermeiras tinham recebido o mesmo “tratamento”, foram também constatadas melhorias impressionantes: no ano anterior ao tratamento 20% pediram demissão, no ano do tratamento a taxa diminuiu para 4%.

Mais forte ainda, dentro das empresas que propuseram o tratamento aos seus funcionários, foi constatado que a proporção que sentia palpitações cardíacas de maneira quase que crônica passou em 6 semanas de 47% para 30%, e em 3 meses para 25%.

Para esse mesmo grupo, no que diz respeito às tensões no corpo, as taxas passaram de 41% para 15% e posteriormente para 6%; A insônia baixou de 34% para 6% e a sensação de esgotamento passou de 50% para 12%.

Qual é esse tratamento que deveria estar criando ondas de alegria, ser a bênção de todos os médicos, psicólogos, profissionais da saúde, bem como do Ministério da Saúde e do Governo? Já ouviram falar desse tratamento que não custa nada, não cria dependência, diminui as idas aos consultórios, clínicas e hospitais?
Onde se encontra essa pílula? Onde se faz a injeção? Quais são os lugares onde se recebe tal “tratamento”?

Técnica de coerência cardíaca

Estou falando da “coerência cardíaca” cujo conceito foi revelado pelo Instituto Heartmath** há aproximadamente 15 anos. Nessa época fiz uma palestra sobre as técnicas de yoga relacionadas ao coração e aos batimentos cardíacos, a interligação entre o sistema nervoso autônomo e os benefícios das técnicas de yoga. Conheci o Heartmath Institute através das pesquisas que fiz, fiquei curiosa e comprei o “software” que por ser compatível com minhas ideias, ofereci a vários membros da minha família que nunca praticariam yoga, mas que poderiam tratar-se em casa.

O conceito da coerência cardíaca vem das pesquisas em neurociência e neurocardiologia. Sua prática tem múltiplas vantagens que permitem aos poucos livrar-se dos remédios químicos cujos efeitos, a longo prazo, podem prejudicar a saúde.

O tratamento em casa é simples: com a ajuda do seu computador e de um captor colocado na ponta do dedo ou no lóbulo da orelha, é captada a frequência cardíaca. Assim, as variações nas ações do sistema nervoso autônomo são coletadas e visualizadas por meio de um gráfico que permite o monitoramento visual dos batimentos cardíacos. Gerenciando o ritmo respiratório e através das imagens na tela do computador e, posteriormente, das imagens mentais e emocionais, torna-se possível baixar o nível de estresse e consequentemente a pressão sanguínea, entre outros.

Por quê?

Somos treinados intelectualmente para enfrentar crises, porém fica difícil harmonizar nossas emoções. Ainda mais, quando nosso sistema é acostumado a acumular o estresse sem medidas para o reequilíbrio, ele fica desajustado e funciona de maneira geral com “sobrecarga”. O coração é o espelho de todas as modificações internas e externas: os eventos do funcionamento do corpo, bem como todos os parâmetros que vêm do meio externo como do meio emocional, modificam o traçado que o “software” revela. Monitorando as batidas do coração com a ferramenta da respiração e escolhendo conscientemente uma emoção positiva, podemos equilibrar o sistema nervoso e gradativamente livramo-nos dos efeitos colaterais da sobrecarga neste sistema.

O “software” ajuda a visualizar e a se dar conta da situação.

Mas podemos, praticando yoga, chegar ao mesmo resultado. A base do Hatha Yoga sendo a respiração há uma redução dos efeitos do estresse e, num prazo relativamente curto, uma reeducação do sistema nervoso.

Praticar yoga é praticar a consciência alerta: prestar atenção. Prestar atenção ao que estamos sentindo, prestar atenção às nossas emoções, isso também chama-se yoga. Levamos nossa atenção para o “órgão coração” e para a dupla formada por coração e pulmões.

Levando a atenção para essa região do corpo, seja na prática da sequência de Hatha Yoga, ou no momento que sentimos emoções perturbadoras, é possível equilibrar nosso clima interior. Ainda mais se tivermos na nossa “biblioteca emocional” uma lembrança gostosa de um momento de graça, teremos, sem a ajuda de nenhum computador e em qualquer lugar, reorganizado o casal “coração + pulmões” com o casal “sistema nervoso autônomo + emoções”.

Assim colocamos em funcionamento um “círculo virtuoso” restabelecendo o equilíbrio do sistema nervoso que se transmitirá ao ser, integralmente, através do coração.

Se você quiser sentir os efeitos positivos da coerência cardíaca, compre o software, porém saiba que a coerência cardíaca é um “pedaço” do conjunto maravilhoso de técnicas de yoga. Praticando yoga, você terá naturalmente os mesmos efeitos e ainda mais todos os benefícios do yoga.

* David Servan-Schreiber no seu livro “Curar”.
**http://www.heartmath.org/

COMUNICAR ERRO

Redação Vya Estelar

ENQUETE

Você acha que um romance iniciado no Carnaval tem chances de dar certo?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.