DESTAQUES

Mantra serve até para arrumar vaga no estacionamento

Redação Vya Estelar 29/08/2016 ENTREVISTAS
Mantra serve até para arrumar vaga no estacionamento
Fonte: Imagem - Tomaz Lima
Mantra atrai energias curativas

por Angelo Medina

Com seu violão brasileiro o músico Tomaz Lima empresta seu dedilhado harmônico e sofisticado no CD Árati - que significa cerimônia hindu. O novíssimo álbum foi gravado no templo Sri Ramakrishna em Belur Math (Índia) e traz cânticos interpretados por *Swamis da Ordem Ramakrishna.

Nesta entrevista ao Vya Estelar, Tomaz Lima fala evidentemente de mantras, música e dos seus benefícios para a cura e o equilíbrio. Tomaz diz que não entende por que boa parte dos compositores só faz música de relaxamento com melodias depressivas.

Vya Estelar - Para que servem os mantras para as duas deidades mais conhecidas da Índia: Shiva e Ganesha?

Mantra para Shiva - 'Om Namah Shivaya' : "Todas reverências a Shiva"

Aplicação do mantra: Shiva é aquele que destrói o mal, ou seja, a ilusão.

Mantra para Ganesha - 'Ganesha Sharanam Sharanam Ganesha':

Sharanam significa refúgio

Ganesha, filho de Shiva, abre os caminhos e "engole" as dificuldades da vida de seus devotos. É muito auspicioso se cantar para Ganesha antes de começar qualquer empreendimento. Eu canto para Ganesha, por exemplo, até mesmo quando preciso arranjar uma vaga no estacionamento lotado de um shopping. Até hoje sempre funcionou.

Vya Estelar - De que forma a música pode curar as pessoas: corpo, mente e espírito?

Tomaz Lima - Na realidade, a cura não é feita pela música, ou pela dança ou pelas posturas que realizamos, nem mesmo pelos remédios que tomamos. Existe um energia divina que permeia todo o universo e que tem muitos nomes. Os hindus a chamam de prana. É a energia prânica que cura. As pessoas mais receptivas percebem melhor essa energia e atraem para elas a força de Deus através da força prânica e recebem a cura que precisam seja no plano físico, mental ou espiritual.

Vya Estelar - O que faz o mantra?

Tomaz Lima - O mantra, orações cantadas, nos ajudam a atrair para nós esta energia curativa, que evidentemente só vai funcionar com a prática. Esses hinos e mantras por terem sido compostos por seres perfeitos, em comunhão direta com a energia divina, pela música que compuseram transmitem esse estado de perfeição que cura e transforma.

Vya Estelar - Existiria um padrão específico de música para relaxar e sair do estresse ou cada um deve procurar um tipo de música que mais lhe agrade?

Tomaz Lima - Evidentemente, existem padrões sonoros que em qualquer ser vivo causa desarmonia, seja nos vegetais, nos animais ou nos seres humanos. Esses padrões sonoros quando colocados de maneira harmoniosa, produzem um efeito benéfico tanto no tônus muscular, quanto no batimento cardíaco, no fluxo respiratório, e até mesmo, ao entrarmos no estado do sono.

Todos sabemos dos efeitos benéficos que existe quando alguém canta carinhosamente para uma criança as canções de ninar. Eu mesmo gravei um CD com esse título e a resposta tem sido magnífica. As crianças se relaxam e até mesmo os adultos. É incrível o número de vovós que dormem antes dessas crianças. Um dos maiores jornalistas políticos do Brasil, - o qual não estou autorizado a citar o nome - me confessou uma vez que o CD que eu mandei de presente para o filhinho dele, era ele que ouvia para dormir, quando estava muito estressado.

Quanto ao que você me indaga sobre se cada pessoa deveria buscar um tipo de música que se adeqüe a ela, em relação aos adultos, eu poderia dizer que vários fatores influenciam o padrão musical que vai relaxar as pessoas. Primeiro, o padrão cultural, depois o padrão mental. Terceiro, a saúde física da pessoa. Esse fatores vão influenciar no tipo de melodia ou no tipo de harmonia, ou letra, ou ritmo, que vai se adequar melhor àquela situação que ela precise, pois a música tem um conteúdo emocional muito forte que não pode ser descartado. A mesma música que para algumas pessoas evoca momentos alegres, pode trazer para outras um estado de tristeza. Desta maneira não existe um receituário sonoro musical para todo o homem.

Vya Estelar - Música instrumental ou com voz faz alguma diferença?

Tomaz Lima - Vai depender de cada um, como expliquei anteriormente.

Vya Estelar - Existiria algum tipo de música que o senhor contra-indicaria?

Tomaz Lima - O que para mim é abominável, para outros pode ser adorável. Eu prefiro a música de concerto ao funk, por exemplo. Mas o que muitas vezes eu percebo é que certas pessoas julgam que fazer música para relaxamento, é produzir música depressiva. É preciso ter muito cuidado. Eu diria também que pode ser prejudicial ouvir músicas cuja sonoridade do grave é muito exacerbada e se percebe isso no plexo solar, fisicamente. É como um soco no plexo solar.

Vya Estelar - Para o senhor, o que seria inteligência musical e para que serve?

Tomaz Lima - Existe uma só inteligência. Essa inteligência única pode ser dirigida para muitas coisas. Algumas pessoas utilizam-na para o esporte, outras para a ciência, outras para as artes. A inteligência musical é uma parte dessa inteligência maior que possuímos. Todos a possuem. Alguns a desenvolveram mais do que os outros. Toda criança dança e canta, desenha. Essa aptidão para as artes é inata. É a nossa auto-censura que nos inibe de continuar expressando esses dons. Nem todos podem ser cantores, mas todos podem cantar. E se conseguir descobrir seu tom apropriado, vai cantar afinadinho.

Vya Estelar - Por que o **Árati é considerado o ápice dos rituais religiosos?

Tomaz Lima - O Árati é o ápice da adoração a Deus, sendo a última parte da adoração. O que eu posso dizer é que a experiência espiritual que podemos desfrutar e as percepções que podemos vislumbrar após o ritual do Árati, evidentemente na companhia dos Swamis da Ordem Ramakrishna, no caso Swami Nirmalatmanada e/ou Swami Sunirmalananda, como foi o meu caso, me deu a convicção de que essas práticas nos conduzem seguramente a estados de consciência que transcendem em muito as experiências mundanas do dia-a-dia.

Vya Estelar - Por que metade do álbum é dedicado à Mãe divina?

Tomaz Lima - Desde a minha mais tenra idade, aprendi que nos meus momentos mais difíceis eu procurava sempre minha mãe. O pai, em geral, é mais severo, nos julga pelas nossas ações passadas. A mãe, em contrapartida, nos julga pelo amor, e esse amor não conhece defeitos. Descobri que a mãe nos vê como almas, e a alma é sempre pura, intocada pelas experiências do Samsara. Por isso o CD é dedicado à Mãe do Universo, dêem a Ela o nome que for. Durga, Lakshmi Saraswati, Kali, Nossa Senhora de Fátima, Nossa Senhora da Saúde. É sempre a minha doce Mãe. Como diz Sri Ramakrishna, "Deus é um só. Os sábios O chamam por muitos nomes".

Vya Estelar - Quais os benefícios em escutar ou entoar cada um dos quatro hinos do CD?

Tomaz Lima - O que eu poderia dizer a você é que vocês procurem responder essa pergunta por sua própria experiência prática. Ouçam esses hinos, no pôr-do-sol, se possível. Cantem junto, leiam a tradução e saibam que alguns deles foram compostos pelo próprio Swami Vivekananda, que segundo Sri Ramakrishna era a encarnação de ***Narayana, a mente mais vasta que eu já tive a oportunidade de ler. Eu não peço que vocês creiam no que estou dizendo, mas que testem cada palavra que eu digo.

Vya Estelar - Quais são seus próximos projetos.

Tomaz Lima - Só Deus sabe.

*Swami: É uma palavra que vem do sânscrito swamin. A palavra swami tem vários significados. Deus é designado swami, e a mesma denominação é usada para monges. Um monge é o senhor de si mesmo – governa a si próprio. SWA = self; ele governa seu próprio Self. O monge é aquele que conhece seu Self supremo.
** Árati: Consiste em oferecer a Deus círculos de luz feitos com uma lamparina de um cinco ou mais pavios acesos. É uma maneira de servir a Deus com elementos do Universo criados por Ele. As horas sagradas para a realização do Árati são a madrugada e o crepúsculo.
***Narayana: Governante espiritual do mundo

Tomaz Lima dedica 12 canções a Paramahansa Yogananda

Num formato acústico, voz e violão, Tomaz Lima dedica em Céu 12 canções em português a Paramahansa Yogananda. São canções que nos remetem ao Self, ou melhor, a Deus. Através de melodias bem construídas e de suas letras cinematográficas, ao ouvir, você se imagina, se visualiza indo aos poucos... realmente, entrando em contato com o Self. Ele conduz a isso num esquema descritivo/narrativo. Esse é o grande mérito do disco.

São cantos espiritualizados que irão renovar seu sentimento de entrega e confiança em Deus. Enfim, uma escadaria para o céu.

'Cada um desses cantos cósmicos foi espiritualizado, ou seja, foi cantado em voz alta ou mentalmente até receber uma resposta de Deus', diz Tomaz.

COMUNICAR ERRO
loading...

Redação Vya Estelar

ENQUETE

9 verdades e 1 mentira sobre si mesmo no Facebook. O que você acha?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.