DESTAQUES

Lair Ribeiro ensina como adquirir uma mente próspera

Redação Vya Estelar 01/01/2016 ENTREVISTAS
A autoestima é o "talento" mais importante

por Ângelo Medina

Ele trocou o bisturi pela escrita. Possui o dom de transformar páginas de autoconhecimento em dinheiro, mais precisamente, em prosperidade. Trata-se do médico e escritor Lair Ribeiro. Fenômeno editorial com 3 milhões de livros vendidos, cinco deles traduzidos para o espanhol. Seu trabalho também está disponível em vídeo, fora dois jogos educativos e um CD-Rom - Como Ter Sucesso. Atualmente, ministra cursos e palestras voltadas para o desenvolvimento pessoal e profissional em países da América Latina, América do Norte e Europa. Lair Ribeiro, 54 anos, recebeu o Vya Estelar em seu escritório na região dos Jardins em São Paulo e falou, evidentemente, sobre suas técnicas para alcançar a prosperidade e o sucesso.

Vya Estelar - Qual é a primeira atitude que a pessoa tem que tomar para atingir o sucesso e a prosperidade?

Lair Ribeiro - São seis passos. É preciso ter autoconfiança e auto-estima. Ter uma atitude positiva e habilidade em se comunicar. Quanto mais você interagir mais rico você vai ficar. Estabelecer metas, a maioria sabe o que não quer, mas não sabe o quer. Dedicação ao trabalho. Único lugar em que sucesso vem antes de trabalho é no dicionário. E, por fim, ser ambicioso.

Vya Estelar - Dos seis "talentos" citados qual é o mais importante?

Lair Ribeiro - A auto-estima é o mais importante. Se você não se valoriza, o mundo não vai valorizar você. Toda construção começa pelo alicerce e não pelo teto. A base é a auto-estima. Dividindo os seis "talentos" cada um daria mais ou menos 15% e eu diria que a auto-estima seria uns 22%.

Vya Estelar - Vários livros de auto-ajuda defendem a tese, se você afirmar uma frase ou mentalizar algo de positivo, que isso acaba acontecendo. Qual é a sua avaliação sobre isto?

Lair Ribeiro - Afirmar só não basta. Para atravessar um cabo de aço, de um prédio para outro, você precisa de três coisas: querer, saber e ter o cabo para atravessar. Na vida, você precisa da motivação - da crença - e da estratégia. Poderia ter o talento e querer. Mas as oportunidades não aparecerem. É preciso ter disciplina e saber gerar oportunidades. Tem que ter uma visão diferente da maioria das pessoas, pensar com os dois lados do cérebro. O lado esquerdo é lógico, digital e verbal. É a parte prática da vida. O direito é intuitivo, analógico, visual e criativo.

Vya Estelar- Em seu livro O sucesso não ocorre por acaso o senhor cita a frase de Henry Ford: "Se você pensa que pode você está certo e se você pensa que não pode, da mesma maneira, você também está certo". Por-que a citação desta frase?

Lair Ribeiro - Esta afirmação do Henry Ford mostra uma atitude de otimismo. Se você não acredita no que vai fazer, você é incapaz de vencer os obstáculos. Se você acredita e mantém sua visão lá na frente; o que está entre você e sua visão deixa de ser obstáculo e se transforma em etapa. Sua percepção em ver o que tem que fazer, como obstáculo ou etapa, é a grande diferença. O obstáculo vira resistência e você desanima, mas cada vez que você galga uma etapa é como se você estivesse subindo uma escada.

Vya Estelar - Em seu livro Prosperidade, abundância ao seu alcance o senhor cita a frase "Eu mereço ser pago para me divertir". Uma pessoa ao afirmar esta frase poderia conseguir o seu intento?

Lair Ribeiro - Em parte sim e em parte não. A firmação é positiva. Tem um valor porque toda criação começa a partir da mente. Porém, se você nasceu numa família humilde e o seu pai fala "é melhor pobre honesto do que rico desonesto e não entender que você pode ser rico e honesto também, a situação se complica. Você escutou isso durante oito ou dez anos de sua vida. Ao afirmar a frase "Eu mereço ser pago para me divertir", vai ter uma parte do seu cérebro que concorda e outra que discorda. Como a parte inconsciente é a mais forte e discorda; se você começar a ganhar dinheiro, você passa a fazer auto-sabotagem, você acaba atropelando você mesmo. Por exemplo, você tem uma entrevista marcada com uma pessoa que você demorou para conseguir. Você chega lá atrasado. O despertador não tocou direito ou você tomou um banho mais longo, você confundiu a hora. No fim a pessoa não te recebe e você perde a oportunidade. Enfim, você se auto-sabotou. A sua mente programou isto, pois ficou guardado no seu inconsciente que era melhor ser pobre honesto.

Vya Estelar- Por que o senhor acha que existe esta relação de achar que o dinheiro é uma coisa suja?

Lair Ribeiro - O Brasil é um país católico e o catolicismo possui uma relação pobre com o dinheiro. Já os protestantes vêem Deus como próspero que trata seus filhos com prosperidade. Para eles a prosperidade faz parte da espiritualidade. A prosperidade é uma consciência de abundância em todos os níveis. A consciência de abundância pode ser aplicada a qualquer tema. Justamente por ser uma consciência de abundância, você merece. Você é filho de Deus e Ele quer o melhor para você.

Vya Estelar - Como mudar este padrão de comportamento em relação ao dinheiro?

Lair Ribeiro - O cérebro aprende com muita facilidade e desaprende com muita dificuldade. Não é aprender o problema e sim desaprender. Você pode adquirir esta consciência de prosperidade através de um livro, seminário, bate-papo ou até mesmo conversando com um amigo, namorado ou namorada.

Vya Estelar - Como o senhor vê a questão da auto-estima?

Lair Ribeiro - Na primeira fase da sua vida, do nascimento aos sete anos de idade, você está consciente, mas não está consciente de que está consciente. Você não tem cognição, chamamos esta fase de absorção. A religião que você tem provavelmente é a que seus pais tinham. Muitas de suas crenças foram herdadas de seus pais. Se sua mãe falou "olha o golpe de ar, você vai gripar", se você acreditou nisso, toda vez que você pega um golpe de ar você gripa, uma crença uma vez estabelecida, tem como única função se perpetuar. Nos primeiros oito ou sete anos de vida recebemos aproximadamente cem mil nãos. Para cada elogio recebemos nove ou dez repreensões em média. Isto lesa a auto-estima da pessoa.

Vya Estelar - Gostaria que o senhor explicasse o significado da frase "A diferença que faz a diferença", aonde o senhor exemplifica os atributos entre o primeiro e o segundo colocado dentro de uma corrida de cavalos?

Lair Ribeiro - A diferença entre o primeiro e segundo colocado é nariz. O vencedor ganha R$15 mil e o segundo colocado ganha R$5 mil. Na prática, isto não significa que o primeiro colocado seja três vezes melhor do que o segundo. Este exemplo é apenas para mostrar que pequenas coisas feitas constantemente, fazem uma diferença na vida. Seu vizinho que ganha três vezes mais do que você não é três vezes mais inteligente que você.

Vya Estelar - Como o senhor explica o fato de dois irmãos criados juntos, um ser um vencedor e o outro não?

Lair Ribeiro - É a percepção da realidade que interessa. O fator que conta não é o que aconteceu, mas como você codificou o que aconteceu. Um pode achar que a infância foi um inferno e outro pode achar que foi um paraíso.

Vya Estelar - O ambiente aonde a pessoa foi criada também não determina na formação de uma personalidade?

Lair Ribeiro - O ambiente é um fator que influencia. Você é uma combinação de sua genética, com o ambiente que você vive e a sua percepção.

Vya Estelar - O que o senhor aconselha para uma pessoa que está desempregada?

Lair Ribeiro - O caminho é trabalhar como free lancer. Os futurólogos afirmam que 80% dos trabalhadores não terão carteira assinada daqui há 10 anos. O emprego está acabando, mas o trabalho está aumentando. As escolas estão ensinando para um mundo que não mais existe. A única instituição que eu conheço que não muda é a escola, ao passo que ela deveria sim se antecipar e preparar as pessoas para este novo mundo. Aconselho as pessoas a procurarem um nicho de mercado e se tornarem autônomas. Porém, é fundamental capitalizar as suas qualidades.

Vya Estelar - Por- que muitas pessoas não atingem o sucesso?

Lair Ribeiro - Não querem, têm medo, não sabem como chegar lá ou não tem a oportunidade.

Vya Estelar - Como o senhor encara a questão de se ter medo de ser criticado?

Lair Ribeiro - Toda pessoa que se propõem a ser bem sucedido vai ser criticado. Existe uma formula mágica para não ser criticado: eu não recomendo, mas eu vou lhe dizer: "Não fale nada, não faça nada e não seja ninguém e garanto que ninguém vai lhe incomodar". A partir de momento que você tiver algo de diferente a dizer e a fazer; vai ter alguém querendo te puxar o tapete, faz parte do ser humano.

Vya Estelar - Como fica a questão do dízimo naquela frase do seu livro Prosperidade... aonde o senhor afirma: "Uma parte do que eu ganho é meu para guardar"? Associando o dízimo à consciência de prosperidade?

Lair Ribeiro - Se a pessoa ganha muito eu recomendo que ela guarde 10% do bruto. Se ela ganha pouco eu recomendo que ela guarde 10% do líquido. Os 10% são cabalísticos. O número um significa criatividade e o zero significa mais. Todos os dízimos do mundo são 10%.

Vya Estelar - Como o senhor associa religião à prosperidade?

Lair Ribeiro - Todas as religiões do mundo têm coisas positivas e negativas. Se uma religião fosse perfeita só existiria uma e têm mais de quinhentas.

Vya Estelar - Um número pode mudar a vida de alguém?

Lair Ribeiro - É uma energia sutil, inclina mas não determina. Se eu colocar um simples grão de areia no seu sapato e pedir para você andar o dia inteiro, no final do dia esta pedra vai estar enorme dentro da sua cabeça. Este grão de areia é sutil e constante então no final do dia, acaba fazendo diferença.

Vya Estelar - Como o senhor vê a questão do carma?

Lair Ribeiro - Carma é uma questão sutil. Se tudo fosse cármico seria uma sacanagem cósmica. Somos os únicos seres vivos com poder de decisão em consequência temos o livre-arbítrio.

 

 

 

 

 

 

 

 

 




Criteo Publicidade:

Redação Vya Estelar



ENQUETE

“Nada mais indigesto para o mundo que a liberdade de uma mulher", diz Fernanda Young. Você concorda?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.