DESTAQUES

Quando um passa a viver a vida do outro. O que fazer?

Anette Lewin 01/01/2016 COMPORTAMENTO

por Anette Lewin

Sou oito anos mais nova que meu companheiro. Ele é aposentado, não faz nada e vive minha vida. Trabalho o dia todo, sou ligada na tomada. Ele  dorme em minha casa cinco dias por semana. Estou sufocada.

Resposta: Se você se sente sufocada deve, em primeiro lugar, entender o que a faz sentir-se assim. Será que é ele, será que é você ou será que é a diferença entre os dois? Comecemos pela última. Você escolheu uma pessoa que vive um momento diferente do seu: a aposentadoria. Será que você está preparada para isso? É natural que o ritmo dele seja diferente do seu nesta fase mas, se você ficar comparando, teremos uma batalha e aí não vale a pena.

Relacionar-se com o diferente não é para todos! Se o problema é ele e você o sente como um predador da sua energia, tente entender quais os lados positivos dele que atraem você. Afinal, algo de bom ele deve ter, senão você não estaria com ele, não e?

Agora se quem a sufoca é você mesma, pelo excesso de coisas que faz, vale uma reflexão e uma reorganização das suas atividades. Afinal, para que haja um relacionamento afetivo é necessário que exista um tempo para se relacionar. Leve tudo isso em consideração e tire suas conclusões.

 

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A psicóloga Anette Lewin responderá sobre relacionamento amoroso, conflitos na vida a dois e conjugal. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Anette Lewin

É psicóloga graduada pela PUC/SP. É psicoterapeuta de adultos e adolescentes em consultório particular desde 1975 até a presente data.



ENQUETE

Você é feliz no trabalho?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.