DESTAQUES

Consumo moderado de chocolate e cacau pode reduzir ansiedade

Jocelem Salgado 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR

por Jocelem Salgado  

"Lembre-se de associar o consumo desses alimentos com uma dieta equilibrada e prática de exercícios"

O fruto do cacaueiro é conhecido por sua importância econômica além de ser reconhecido pela presença de compostos *bioativos, sabor exótico e características organolépticas (percebidas pelos sentidos) atrativas. Atualmente o cacau é muito explorado tanto pelas indústrias alimentícias, como farmacêutica e cosmética. Há evidências de que o cacau possui origem na América do Sul e era consumido há milhares de anos, principalmente pelas civilizações antigas, como Maias e Astecas, sendo o cacaueiro conhecido como a árvore dos frutos de ouro.

No Brasil, o cacau é produzido em grandes extensões principalmente no estado da Bahia, Pará, Rondônia e Amazonas.

As castanhas do cacau precisam passar por um processo de fermentação e de secagem, sendo a partir dessas etapas é que se adquirem as características ideais para que possam servir de matéria-prima na preparação do pó de cacau, manteiga de cacau, chocolate e licores.

O cacau é considerado um alimento fonte de fibras, proteínas, carboidratos, lipídios, minerais e vitaminas. Além disso, também contém antioxidantes, principalmente compostos fenólicos, os mais estudados no cacau. Dentre os já identificados estão a catequina, resveratrol e quercetina, essa última também encontrada em alho e cebola.

Em estudos recentes os polifenois presentes no cacau atuaram inibindo principalmente as espécies reativas de oxigênio que podem estar associadas ao aparecimento de diversos tipos de cânceres.

Ao conter níveis consideráveis de antioxidantes, o cacau pode também atuar protegendo as células vasculares, bem como colaborar na redução de riscos de doenças, como a diabete tipo 2, hipertensão e síndrome metabólica.

O resveratrol é um composto fenólico muito estudado em chocolates e cacau. Estudos têm apontado que esta substância apresenta efeito cardioprotetor, ação anticarcinogênica (reduzem incidência ou taxa de tumores), anti-inflamatória e antioxidante, bem como pode atuar na apoptose (autodestruição) celular. Um estudo que avaliou diferentes composições de produtos à base de cacau, demostrou que o resveratrol está muito mais concentrado no cacau e em chocolates meio amargo, enquanto em baixos teores são encontrados em chocolates ao leite, e são praticamente ausentes em chocolates brancos e bebidas lácteas de chocolate.

O cacau também apresenta ácidos graxos poli-insaturados que podem atuar na redução do colesterol e na inibição de formação de placas. No entanto, é importante ressaltar que o consumo deve ser moderado, visto que também possuem outras gorduras saturadas. O consumo exacerbado desses alimentos, principalmente o consumo de chocolates pode, futuramente, acarretar na formação de ateromas (placas principalmente de lipídios) na corrente sanguínea. Chocolates apresentam teores mais elevados de gorduras e açúcares, os quais contribuem para o alto valor energético dessas iguarias.

Tanto o consumo de cacau quanto de chocolate promovem no cérebro a liberação de neurotransmissores, como a serotonina. Em nosso organismo a serotonina é responsável pela sensação de prazer. Outras substâncias como teobromina e feniletilamina também têm sido apontadas como responsáveis pela "atração" e sensação de bem-estar, sensações estas muitas vezes descritas após o consumo de chocolate e cacau. Algumas pesquisas ainda acreditam que essas substâncias (teobromina e feniletilamina) podem contribuir na diminuição da ansiedade.

Novamente é importante frisar que os chocolates ao leite, possuem quantidades muito baixas de compostos bioativos, quando comparado com o cacau. Além disso, possuem grandes quantidades de açúcar e gorduras e por isso estão associadas ao aumento dos índices de obesidade e glicemia (concentração de glicose no sangue). Dessa forma, pense bem quando for escolher o chocolate, prefira sempre os que possuem maiores quantidades de cacau em sua composição e menores teores de açúcares, assim você aproveitará melhor os benefícios desse fruto.

Deguste os benefícios do cacau e do chocolate com moderação. Lembre-se de associar o consumo desses alimentos com uma dieta equilibrada e práticas de exercícios, garantindo assim uma melhor qualidade de vida.

Consumo diário de chocolate - veja aqui

Composto bioativo: presente em frutas e hortaliças exerce potente atividade biológica.
 




Jocelem Salgado

Profa. Titular de Vida Saudável da ESALQ/USP/Campus Piracicaba. Autora dos livros: "Previna Doenças. Faça do Alimento o seu Medicamento" e "Pharmácia de Alimentos. Recomendações para Prevenir e Controlar Doenças", editora Madras



ENQUETE

Você é feliz no trabalho?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.