DESTAQUES

Michael Jackson sofria de dismorfismo corporal, entenda essa doença

Redação Vya Estelar 01/01/2016 COMPORTAMENTO

Da Redação


Dismorfismo corporal: Para Michael Jackson seu nariz estava sempre grande, por isso fez várias plásticas O Transtorno Dismórfico Corporal é uma desordem mental que se caracteriza por afetar a percepção que uma pessoa tem da própria imagem corporal, levando-a ter preocupações irracionais sobre defeitos em alguma parte de seu corpo, como nariz torto, olhos desalinhados, boca muito pequena, imperfeições na pele, entre outras falhas.

A ideia obsessiva sobre o defeito no próprio corpo, em geral está em desacordo com o gosto da pessoa, fazendo-a sofrer, por nunca alcançar o resultado desejado.

Não há nada de errado em querer perder gordura localizada por lipoaspiração, eliminar pés-de-galinha com um lifting ou aumentar um pouco os seios com silicone. “Melhorar o corpo e rejuvenescer o rosto pode ajudar a manter a autoestima, com reflexos na vida pessoal e profissional. Mas, quando a vontade do paciente não é plausível, o cirurgião plástico está apto a intervir nesse processo, mediando a situação com o objetivo de preservar a saúde e o bem-estar do paciente", argumenta o cirurgião plástico Dr. Vitório Maddarena Jr..

Na entrevista abaixo, o especialista dá mais detalhes sobre este assunto.

1- A vaidade extrema pode ser um fator de influência externa? Quais outros fatores que influenciam?

Resposta: A diferença entre veneno e remédio é a dose. Sem dúvida, a vaidade exacerbada deve ser avaliada por um especialista da área, como um psiquiatra e/ou psicólogo.

2- Entre as causas do bullying o dismorfismo corporal pode ter relevância?

Resposta: O bullying é um distúrbio comportamental, em que uma pessoa vira alvo de chacota em um grupo. No caso de haver baixa autoestima, o bullying pode contribuir negativamente para aquele que é o alvo das brincadeiras, comentários e apelidos jocosos.

3- Quais os casos mais comuns de dismorfismo corporal?

Resposta: Um exemplo clássico é a anorexia, que por mais magra que a pessoa seja, ainda assim ela deseja perder mais peso, tornando-se caquética em alguns casos, com sérios prejuízos para a saúde, já que há uma desnutrição que compromete todo o metabolismo da pessoa, além da maior dificuldade de relacionamento social.

4- Como detectar que uma pessoa sofre desse problema?

Resposta: Pessoas que apresentam fixação com alguma característica física é um indício de que necessita de acompanhamento e tratamento especializado.

5- Quando uma pessoa procura por uma cirurgia plástica com fins estéticos e tem esse problema, como lidar com esse paciente?

Resposta: Como em toda medicina, e na cirurgia plástica também, o primeiro passo com qualquer paciente é estabelecer diagnóstico. Quando há qualquer suspeita de acometimento psicológico, esse paciente deve ser encaminhado a um especialista. Somente depois de extinguidas as psicopatologias é que ele poderá ser submetido a uma cirurgia plástica.

O cirurgião plástico não precisa saber tratar o dismorfismo, mas precisa estar atento para, ao menor sinal desse distúrbio, encaminhar o paciente para o tratamento adequado. Embora a cirurgia plástica se ocupe das adequações da autoimagem das pessoas, é importantíssimo estar atento a distúrbios de ordem psiquiátrica que podem acometer os pacientes que chegam aos consultórios de cirurgia plástica.

6 - O dismorfismo corporal é mais comum em mulher ou homem? Tem uma idade específica?

Resposta: Essa doença é mais evidenciada no sexo feminino, muito por causa da ditadura da beleza, mas pode também ocorrer em homens.

Fonte: Dr. Vitório Maddarena Jr. (CRM-SP 64.301), Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

 

COMUNICAR ERRO
loading...

Redação Vya Estelar

ENQUETE

Você namoraria alguém como você?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.