DESTAQUES

Qual tipo de virilidade mais atrai as mulheres?

Redação Vya Estelar 01/01/2016 COMPORTAMENTO

Da Redação

Ao longo dos tempos o papel do homem, em relação à conquista das mulheres, sofreu grandes mudanças. O que era exigido dos homens para que os mesmos pudessem ser atraentes, principalmente no cortejo com as mulheres, foi se transformando e hoje em dia encontramos uma multiplicidade de fatores interferindo diretamente nesse papel.

Na Idade da Pedra, o homem era valorizado pelo seu porte físico, deveria ser forte, ágil, viril, capaz de suportar a dor. Essas qualidades eram fundamentalmente necessárias para defender e alimentar seu grupo, destacando-se como uma figura de poder. Assim, as mulheres interessavam-se pelos grandiosos desbravadores de caçadas e batalhas.

Na Idade Média surge a imagem do cavalheiro, aquele homem honrado, valente, que defende as causas do espírito, que sabia ser cortês e isso refletia em um romantismo feminino abrangendo vários corações apaixonados.

No Iluminismo inaugura-se a imagem do cientista, homem inteligente, curioso, observador, inconformado.

E hoje? Quais as características e sinais de virilidade que atraem as mulheres do século XXI? Poderíamos pensar no poder aquisitivo do cidadão, que muitas vezes é tido como fator relevante, mas não é garantia principal, conforme algumas pesquisas americanas, inglesas e até brasileiras já revelaram.

Estas pesquisas mostram que as pessoas que conseguem expressar seus momentos de felicidade, atraem mais do que o dobro dos interessados. O valor econômico relacionado a uma vida não miserável é importante para as necessidades mínimas realizadas, mas não há necessidade de grandes fortunas para atingir uma relação saudável.

Em cada época da história haviam adjetivos diferenciados que atraiam o sexo oposto. Eram características essenciais para a sobrevivência da espécie, criando uma complementariedade conjugal que ajudava o homem a dar um salto evolutivo em sua jornada.

Embora qualidades de outras épocas (até das mais remotas) ainda sejam admiradas, como um físico forte, a harmonia de traços, o espírito científico e outras, inauguramos a fase e o desejo da Natureza de passarmos adiante a importância de nos apropriarmos dos momentos de felicidade para uma sensação de plenitude.

É a seleção natural do homem, que não envolve apenas aspectos genéticos, mas sim uma maior capacidade de autoconhecimento, aceitação, espontaneidade e mais uma série de atributos superiores, sutis e subjetivos. O modo como tratamos e entendemos a nós mesmos é o modo como vamos tratar o nosso meio ambiente. A busca de vivências felizes e menos destrutivas é uma forma de preservar a natureza o local de origem de todos nós, homens e mulheres. A qualidade de uma relação conjugal afetiva ficará bem melhor a partir desse cuidado pessoal.

Fonte: Marisa Micheloti é psicóloga, psicodramista, educadora sexual, coordenadora do Gender Group do Serviço de Psicoterapia do Instituto de Psquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Redação Vya Estelar

Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2016
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.