DESTAQUES

Sou exigente demais na escolha do meu par amoroso? Como superar isso?

Eduardo Yabusaki 01/01/2016 COMPORTAMENTO

por Eduardo Yabusaki

Quando iniciamos um relacionamento, muitas vezes nos deixamos levar pela idealização de que a outra pessoa seja perfeita e que irá atender todas nossas expectativas. Entretanto, nem tudo acontece assim.

É comum existir uma grande motivação no início do relacionamento, mas é importante termos clareza do que realmente ele pode oferecer. Muitas vezes a paixão nos cega e não nos permite ver os defeitos inerentes à pessoa e que terão reflexos na relação.

A idealização do outro como perfeito faz parte do processo de conquista.  No entanto, ao nos depararmos com divergências e defeitos, não podemos deixar que se tornem destrutivos. Isso porque frustrações e decepções nos tornam rigorosos, críticos e presos a detalhes; ficamos como uma visão microscópica sem observar o todo da relação. Enfim, temos a tendência de não concordar com o que vemos de diferente.

Deve-se ter o cuidado de não nos transformarmos em pessoas demasiadamente exigentes, impedindo que os laços cresçam e o relacionamento evolua. Afinal, ninguém e nenhum relacionamento é perfeito, sempre precisará de ajustes e entendimentos para que a convivência se torne possível e envolvente.

Passado o furor inicial da paixão, naturalmente os ânimos se acalmam e vem a lucidez que nos faz enxergar de forma equilibrada virtudes e defeitos. Porém, isso não é motivo para frustração ou término, mas sim uma oportunidade de conviver com dificuldades e conflitos que, se superados, trarão crescimento à vida a dois.

O mais importante é ter claro que tudo se resolve com paciência, tolerância e bom diálogo sempre.

O entendimento só é possível com o saudável enfrentamento, fazendo com que os alicerces do relacionamento sejam construídos e fortalecidos.  

Amar sem medo e se entregar ao relacionamento é sempre um bom caminho. Ouse, arrisque e viva intensamente!

O príncipe virou sapo? Saiba como superar...

1ª) Tenha clareza do que realmente o relacionamento pode oferecer;

2ª) Não deixe que os defeitos que você passou a enxergar nele sejam destrutivos;   

3ª) Não seja rigorosa, não fique presa a detalhes, isso faz você perder a visão do relacionamento como um todo;   

4ª) Não deixe que seu nível de exigência impeça a relação de fluir e evoluir;   

5ª) Transforme frustração e conflitos numa oportunidade  de crescimento, através de um enfrentamento saudável das divergências;

6ª) Tudo se resolve com paciência, tolerância e bom diálogo sempre.

 

 




Eduardo Yabusaki

Eduardo Yabusaki - Psicólogo e Sexólogo Especializado em Terapia Comportamental Cognitiva, Terapia de Casal e Terapia Sexual. Coordenador do Curso de Sexologia Clínica ministrado em diferentes cidades há mais de 15 anos. Docente convidado do Curso de Fromação em Sexologia Clínica de BH. Responsável pelo www.vidadecasalbh.com.br



ENQUETE

Para você a traição significa falta de amor ou que o relacionamento chegou ao fim?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.