DESTAQUES

Ser bom no que faz não é suficiente

Roberto Shinyashiki 01/01/2016 COMPORTAMENTO

por Roberto Shinyashiki

Como as pessoas veem você? Como as pessoas veem a sua empresa? Que imagem você passa?

É preciso definir como queremos que as pessoas nos vejam e vejam nossa empresa e nossos produtos, e planejar ações para reforçar essa imagem.

Trabalhe para criar sua imagem. Após construí-la, não a desperdice.

A imagem de uma empresa tem tanta importância que pode ser negociada em dinheiro vivo.

Recordo-me que em 2007, o valor da marca Coca-Cola era estimado em 65 bilhões de dólares e ocupava o topo no ranking formulado pela consultoria inglesa Interbrand. Seu valor era 11% maior que o da segunda colocada, a Microsoft, estimado em 58,7 bilhões de dólares.

A marca, portanto, faz parte do patrimônio, e a imagem é, certamente, um dos ativos mais importantes de uma organização. E também do profissional de sucesso.

Se uma revista cria a imagem de uma publicação voltada ao público masculino, será um erro, por exemplo, publicar fotos de homens nus. Se um carro tem uma imagem de sofisticação, é bobagem querer competir no segmento dos carros populares. O McDonald's, por exemplo, não vende cerveja porque isso não faz parte de sua imagem. Determine a posição que você quer assumir na mente dos clientes e trabalhe para conquistar esse espaço no imaginário deles.

É preciso estabelecer que imagem queremos ter e lutar para criá-la. Não é suficiente sermos bons no que fazemos; é importante que as pessoas nos vejam como bons!

Antigamente, dizia-se: "Falem bem ou falem mal, mas falem de mim". Hoje, com a consciência crítica existente, ser mau falado é péssimo negócio. Então, o que vale mesmo é: "Falem bem, ou não falem de mim!".

Aqueles que não agem de forma a zelar por sua imagem são riscados do mapa e somem como espuma na beira da praia.

Um empresário bem-sucedido não se satisfaz com suposições. Vai atrás das informações, faz perguntas aos clientes. Por isso, não corre o risco de se dar conta muito tarde de que a realidade sobre a imagem da sua empresa não correspondia ao que ele imaginava.

Quando um cliente fica insatisfeito ou tem alguma dúvida sobre a qualidade de seus produtos ou serviços, o empresário bem-sucedido procura tomar providências imediatamente para que a imagem de seriedade e responsabilidade de sua empresa não seja arranhada. Afinal, estragos na imagem da empresa, ou na sua imagem pessoal, equivalem a grandes perdas em todos os aspectos que se possa imaginar.

Pense bem sobre isso e cuide da sua imagem!

 

COMUNICAR ERRO

Roberto Shinyashiki

É médico psiquiatra, com especialização em Administração de Empresas (MBA USP), é consultor organizacional, palestrante e autor de 12 títulos, entre eles o lançamento “Tudo ou Nada”, “Heróis de Verdade”, “Amar pode dar certo”, “O sucesso é ser feliz” e “A carícia essencial”. Mais informações: www.shinyashiki.com.br

ENQUETE

Relação aberta ajuda a reacender o romance?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.