DESTAQUES

Sentir vergonha pode nos impedir de sair de dificuldades

Roberto Shinyashiki 01/01/2016 COMPORTAMENTO

por Roberto Shinyashiki

Geralmente os problemas são uma queda no meio de uma trajetória de sucessos.

Mas pior do que a queda, porém, é a vergonha de deixar de ser bem-sucedido, que faz com que a pessoa se isole e não peça ajuda àqueles que poderiam auxiliá-la a sair da dificuldade.

O que isso significa?

Você tinha um casamento admirado por todo mundo, e de repente sua companheira decidiu separar-se. Você estava em um emprego sensacional, com muitas mordomias, e, inesperadamente, foi demitido. Você era dono de uma empresa maravilhosa que estava indo muito bem, mas veio uma crise e, quando você se deu conta, não tinha mais crédito nos bancos e a falência se tornou inevitável. Todos admiravam seu sucesso e agora você está por baixo...

Uma das maiores bobagens que as pessoas podem fazer no meio de acidentes de percurso como esses é ficar com vergonha, ter medo de perder o status e se esconder dos entes queridos. Muitas vezes a família e os amigos querem e podem ajudar, mas o isolamento que a pessoa se impõe a impede de encontrar a solução.

A vergonha é uma das piores reações emocionais que alguém pode ter. É uma praga dos nossos tempos. É uma sombra permanente na vida da maioria das pessoas. É um mal silencioso e traiçoeiro.

Você não imagina quantas pessoas sofrem escondidas atrás de suas vergonhas!

Essa sensação de inadequação não significa que a pessoa fez algo errado, é simplesmente a sensação de estar errado em uma situação completamente normal.

Se mesmo quando tudo está certo muitas pessoas se sentem envergonhadas, imagine então quando elas têm um problema?

Nessas situações, muitas pessoas querem desaparecer quando encontram um conhecido.

A vergonha paralisa. É consequência de um autojulgamento em que a pessoa se condena sem se dar a mínima chance de defesa.

Uma condenação exagerada e cruel. E a dor de imaginar que os outros também vão condená-la faz com que a pessoa procure esconder o seu problema.

O pior de tudo é que são as pessoas do bem, principalmente, que se sentem envergonhadas quando estão com problemas. Os cafajestes, quando são citados para uma audiência, não perdem um minuto de sono, enquanto as pessoas honestas vendem seus bens por uma ninharia porque não suportam ver um cobrador na sua porta.

Muitas vezes a vergonha impede a pessoa de tomar uma atitude adequada para resolver seu problema. Se você não abrir o coração para as pessoas em que confia, elas não poderão ajudá-lo a procurar a melhor saída para a sua dificuldade.

Quando você abre seu coração, as pessoas percebem quanto você está precisando da ajuda delas.

Abra seu coração. Deixe o orgulho e a vergonha de lado. Não se isole na sua dor!

Lembre-se: você não está sozinho.

E mais ainda: cultive a paixão por viver. Viva intensamente as coisas que são importantes para a sua alma. Faça sua vida ser uma viajem cheia de emoções.

 




Roberto Shinyashiki

É médico psiquiatra, com especialização em Administração de Empresas (MBA USP), é consultor organizacional, palestrante e autor de 12 títulos, entre eles o lançamento “Tudo ou Nada”, “Heróis de Verdade”, “Amar pode dar certo”, “O sucesso é ser feliz” e “A carícia essencial”. Mais informações: www.shinyashiki.com.br



ENQUETE

Para você, muitas vezes, ficar no estado de solidão pode significar sinônimo de alegria e liberdade?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.