DESTAQUES

O dia perfeito está nos detalhes e é uma questão de escolha

Lillian Graziano 01/01/2016 COMPORTAMENTO
Nenhum dia é perfeito quando não sabemos as prioridades para ele

por Lilian Graziano

Estamos tão adoecidos em nossa rotina atribulada, que o dia perfeito tem sido aquele em que conseguimos "ticar" todas as tarefas da extensa lista de afazeres e urgências que vão aparecendo no caminho. Já parou para pensar em como queria que fossem os seus dias? Se sim, aposto que, certamente, gostaria que o cenário fosse outro. De preferência, com mais tempo livre.

Estou apenas supondo, mas, seja qual for o seu desejo, uma forma de avaliar o dia (e a partir da qual já identifiquei muitos dias perfeitos em minha vida) é verificar quantos detalhes você perdeu ou observou ao longo de 24 horas. Das flores na mesa, ao pequeno avanço da criança, ao sorriso de um amigo, o que isso despertou ou despertaria em você? Essa percepção fez ou faria o seu dia perfeito?

Colecione sentimentos positivos!

Tenho certeza de que colecionar sentimentos positivos escondidos nas pequenas coisas engrandece o dia. Os meus engrandeceram muito a partir desse olhar e é essa a razão de dizerem por aí que a felicidade está nos pormenores - o que ninguém nos conta é que eles não se anunciam, que é preciso buscá-los, saindo do piloto automático de um enorme rol de atividades e compromissos a serem cumpridos. E não basta apenas contemplar: esse olhar treinado para os detalhes é um exercício que leva a importantes resoluções.

Enquanto alguém grita exigindo o cumprimento de um cronograma, você se distrai com o arranjo bonito que deixaram na mesa ao lado, com o broche patético da chefe. Então, por um segundo, o estresse dá lugar à reflexão. Não sobre o broche ridículo, mas, certamente, sobre aquilo que importa para o momento e que lhe ajudará, rapidamente, a sair daquele momento de crise. Eis um exemplo.

Em diversas situações, porém, esse exercício acaba nos mostrando o que realmente importa, a intenção por trás das ações atrapalhadas ou extremadas de alguém, leva-nos a refletir no sentido de agir com paciência e tolerância, com a condescendência necessária em certos casos. Por fim, nos leva, cada vez mais rápido, às melhores soluções para um problema. Em resumo, esse olhar nos torna melhores e mais criativos.

Ao perceber o quanto se pode ganhar com a atenção maior aos detalhes, pode-se fazer um outro exercício. Para começar, acredito que nenhum dia é perfeito quando não sabemos quais são as prioridades para ele. E não falo daquela lista extensa a ser ticada, mas daquilo que você realmente deseja para si, das emoções que engrandecem o seu dia e das quais gostaria de desfrutar intensamente. Emoções que você descobrirá nessa vida concentrada nas pequenas coisas belas do dia, e que poderá estabelecer como o item mais importante de sua rotina, modificando, assim, completamente, o seu modo de viver.

Sendo assim, o dia perfeito é uma escolha, um ajuste de foco ou de rota. E que podemos perpetuar em nossa existência, perpetuando também uma vida feliz.




Lillian Graziano

Diretora dos Instituto de Psicologia Positiva e Comportamento, psicóloga e doutora em Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP) com pós-graduação em Psicoterapia Cognitiva Construtivista. Seu doutorado sobre Psicologia Positiva e Felicidade foi a primeira tese brasileira baseada nessa abordagem. Atua há mais de 20 anos na Educação com foco no desenvolvimento de condutas preventivas para os comportamentos humanos disfuncionais. Possui certificação em Virtudes e Forças Pessoais pelo VIA Institute on Character, EUA. Treinou e atendeu centenas de funcionários de grandes organizações tais como: Coca-cola, Basf, Bank Boston, Accenture, British Petroleum, Merrill Lynch, Unilever, dentre outras.



ENQUETE

Você prefere ouvir o quê?







VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.