DESTAQUES

Sucesso no esporte: como chegar lá

Renato Miranda 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR
Sucesso no esporte: como chegar lá
Fonte: imagem Pixabay
Estabelecer metas a longo prazo é perigoso

por Renato Miranda

Não se iluda! Se você imagina ter sucesso no esporte e mesmo na vida de um modo geral, é preciso aprender estabelecer metas. Isso não quer dizer que basta traçar objetivo a curto, médio e longo prazo, aliás, isso é muito pouco e na maioria das vezes não tem muita importância. Estabelecer metas é muito mais do que algumas pessoas pensam. Antes de mais nada é fundamental desenvolver a autoconsciência no que diz respeito à atividade e, portanto, em relação ao pretenso objetivo. Ter consciência é desenvolver ao máximo a capacidade de autoconhecimento em relação àquilo que tenhamos que fazer ou executar.

No caso do esporte um atleta obtém consciência esportiva a partir do domínio de técnicas e táticas esportivas. Isso se dá quando depois de um longo período de treinamento executa com segurança os movimentos exigidos e, além disso, consegue aliar a execução técnica à tomada de decisões nas diferentes situações de competição.

Logo um atleta iniciante ou em formação dificilmente terá condições de ter consciência do que realmente tem que fazer nos momentos de disputa e como realizar movimentos precisos. Assim sendo uma autoconsciência é formada com base no esforço continuado de dedicação aos treinamentos e acumulação de experiências.

Inicialmente o atleta necessita reconhecer quais são os desafios a enfrentar de fato. Por exemplo: se um jovem atleta almeja se tornar um atleta profissional de destaque ele precisa aprender a desenvolver em duras jornadas de treinos, habilidades específicas que o esporte exige em nível superior.

Além disso, é preciso focalizar as capacidades de atuação exigidas para se obter êxito. Um exemplo típico são os atletas que antes de imaginar os possíveis sucessos no futuro se concentram em aprender de maneira especial os fundamentos técnicos básicos de um determinado esporte. Por outro lado poderia perguntar: Qual a serventia de querer se tornar um atleta de alto desempenho sem ao menos ter a paciência em treinar exaustivamente aquilo que é básico?

Posteriormente, o atleta precisa monitorar o retorno de suas ações. Isso significa avaliar e comparar resultados de seu desempenho com o nível de exigência de sua categoria do esporte praticado em relação aos demais concorrentes e constantemente comparar seus resultados atuais com os anteriores a fim de avaliar progressos.

Esse monitoramento auxilia o atleta no desenvolvimento de suas capacidades físicas, cognitivas e emocionais que de fato são imprescindíveis para a intervenção esportiva e para tomar decisões de maneira precisa (isso é que os especialistas chamam de sistema de ação); além de propiciar uma avaliação concreta de seus treinamentos em função da comparação com os resultados anteriores.

Caso contrário o estabelecimento de metas se tornará um clichê sem nenhum resulatdo concreto. Por isso que estabelecer metas a longo prazo é perigoso, pois com o passar do tempo pode gerar desânimo e frustrações. Metas a curto e médio prazo quando bem relacionadas com a capacidade geral (cognitiva, física e emocionalmente) do atleta e objetivos desafiadores proporcionam naturalmente alicerces para resultados positivos a longo prazo.

Por outro lado, se o atleta não vislumbrar esses procedimentos corre o risco de ficar isolado ante a realidade do meio esportivo, ou seja, não tem parâmetros oportunos de comparação. Em consequência, cometerá erros de avaliação e, por conseguinte, de interpretação a respeito de seu nível de desempenho.

Se por hipótese um bom atleta local de atletismo em tenra idade pretende evoluir no treinamento e na sua categoria é fundamental fazer testes e comparar resultados com outros atletas em nível regional, nacional e internacional, para poder avaliar seu desempenho. Esse procedimento demonstrará se seu rendimento esportivo é tão significativo e eficaz quanto os diferentes atletas espalhados pelo mundo.

Por vezes, esse bom atleta de atletismo citado acima quando é exigido em outras condições (mais exigentes) com atletas tão bons ou melhores que ele, não apresenta os mesmos resultados. Ou, ao contrário, ao começar ser exigido em um nível superior já apresenta um ótimo desempenho.

Em última análise estabelecer metas é conhecer seus próprios limites, almejar amplia-los e avaliar constantemente como está seu desempenho em relação aos outros e a você mesmo. Ademais dedicar ao máximo em tudo aquilo que pode proporcionar êxito, ou seja: treinamento!




Criteo Publicidade:

TAGS :

    atleta, atletismo, esporte, metas, sucesso

Renato Miranda

Professor da Faculdade de Educação Física da UFJF; Mestre e doutor em Psicologia do Esporte (UGF); Especialista em didática e psicologia do esporte na Alemanha (Escola Superior de Esporte Alemã - Colônia) e Rússia (Instituto de Cultura Física de Moscou); Consultor de atletas em psicofisiologia (concentração, estresse. motivação e flow-feeling).



ENQUETE

“Nada mais indigesto para o mundo que a liberdade de uma mulher", diz Fernanda Young. Você concorda?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.