DESTAQUES

Injeção de plasma rico em plaquetas e seus benefícios; entenda essa nova técnica

Redação Vya Estelar 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR

por Alex Botsaris

Há uma nova, e de certa forma inovadora, forma de tratar vários problemas músculo-esqueléticos que é a injeção local de plasma rico em plaquetas. O plasma rico em plaquetas é um produto derivado do sangue que é confeccionado a partir de sangue colhido de doadores em bancos de sangue. Na medicina ele costuma ser usado em pacientes com plaquetas baixas no sangue. Para sua produção, o sangue é submetido a uma centrifugação que separa seus componentes; e a parte do plasma onde há maior concentração de plaquetas é coletado. Esse plasma tem uma concentração de plaquetas que é cerca de oito vezes superior ao plasma comum.

Quais os benefícios da injeção de plasma?

Estudos recentes sugerem que a injeção local de plasma rico em plaquetas acelera a recuperação de diversos problemas como distensões musculares, lesões de ligamentos, tendinites e inflamações nas *partes moles.

Estudos recentes sugerem que a injeção local de plasma rico em plaquetas acelera a recuperação de diversos problemas como distensões musculares, lesões de ligamentos, tendinites e inflamações nas partes moles. Esse tratamento ficou particularmente em evidência quando o astro americano de futebol Haines Ward fez um tratamento com essa técnica para recuperar o ligamento colateral lesado do joelho e ficou curado a tempo de jogar o Super Bowl, a final do campeonato de futebol americano.

Não há uma certeza da origem desse tratamento, contudo alguns registros indicam que os primeiros a aplicar essa técnica foram os dentistas. Eles perceberam que pacientes com câncer e outras patologias que eram obrigados a usar concentrado de plaquetas com frequência, tinham uma evolução melhor em cirurgia dentária quando comparados a outros pacientes. Começaram a usar plasma rico em plaquetas em pacientes com grandes cirurgias dentárias, como reconstrução da mandíbula. Alguns ortopedistas resolveram tentar usar em problemas ortopédicos e também registraram resultados animadores. Assim a técnica foi ganhando notoriedade e as primeiras pesquisas surgiram.

Como o plasma rico em plaquetas atua?

As pesquisas ainda são iniciais, mas já se tem idéia de como o plasma rico em plaquetas atua.

Foram identificadas proteínas com propriedades de estimular a regeneração dos tecidos, como o fator de crescimento de **fibroblastos. Outra hipótese é que as plaquetas liberam mediadores que inibem o processo inflamatório.

Como o plasma rico em plaquetas é produzido a partir do sangue do próprio indivíduo, é um tipo de tratamento praticamente sem riscos, inclusive o de reação alérgica.

De certa forma, a injeção local de plasma rico em plaquetas é uma técnica muito parecida com a auto-hemoterapia. Essa última também possui plaquetas e as proteínas que citamos acima, mas em concentrações menores. Provavelmente os efeitos das duas técnicas possuem mais semelhanças que diferenças.

Não há muito registro do uso dessa terapia no Brasil entre os ortopedistas, apesar de haver vários especialistas dessa área oferecendo essa alternativa a seus pacientes nos Estados Unidos.

*Partes moles: Partes dos membros que não são nem osso nem cartilagem: musculos ligamentos, tendões, tecido subcutâneo.

**Fibroblasto é a célula-base do tecido conjuntivo - aquela que produz as fibras colágenas e elásticas. Fator de crescimento de fibroblasto é uma substância de natureza proteica que estimula os fibroblastos a se reproduzirem e produzirem mais fibras no tecido.
 




Criteo Publicidade:

Redação Vya Estelar



ENQUETE

Você aceita bem o seu corpo?







VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.