DESTAQUES

Parar de fumar é 'obrigatório' para engravidar

Redação Vya Estelar 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR
Fumaça do cigarro compromete o sistema reprodutor

Hoje em dia, cerca de 10% da população mundial tem dificuldade para engravidar. Nos Estados Unidos, há 2,7 milhões de casais em idade reprodutiva que são inférteis. Estudos apontam que em 2025, entre 5,4 e 7,7 milhões de americanas receberão diagnóstico de infertilidade.

O cigarro é um dos grandes vilões desse drama, prejudicando inclusive os casais que já estão em tratamento de fertilização in vitro e adiando a esperada chegada do bebê.

Estudo divulgado pela Oxford University sobre o impacto do cigarro no sucesso dos tratamentos de reprodução assistida dá o alerta: quem quer ter um bebê deve parar imediatamente de fumar. O tabaco está associado à diminuição da produção de oócitos (óvulos) e ao aumento das taxas de insucesso da fertilização in vitro.

“Há estudos comprobatórios de que o fumo esteja associado, nas mulheres, a um maior risco de hemorragias, infecções da pélvis, partos prematuros e de recém-nascidos abaixo do peso normal. Com relação aos homens, o cigarro é responsável por uma relevante diminuição na contagem dos espermas, além de um aumento de espermas defeituosos”, diz a doutora Silvana Chedid, especialista em Reprodução Humana e autora do livro “Infertilidade”.

Os componentes do cigarro também costumam acelerar a perda da função reprodutiva, podendo antecipar a menopausa. Segundo a especialista, os riscos são grandes até mesmo quando somente um dos parceiros é fumante.

“O outro será bastante afetado em sua fertilidade também, já que se torna um fumante passivo. Isso sem mencionar os riscos para o bebê, principalmente se for menina. A fumaça do cigarro tem um efeito altamente prejudicial no desenvolvimento das trompas de falópio, podendo comprometer todo o sistema reprodutivo feminino quando na fase adulta.”

 




Redação Vya Estelar



ENQUETE

Para você a traição significa falta de amor ou que o relacionamento chegou ao fim?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.