DESTAQUES

Aprenda a se amar para expandir amor

Emilce Shrividya Starling 01/01/2016 COMPORTAMENTO
No amor, seja um imperador: apenas dê e observe o que acontece

por Emilce Shrividya Starling

Amar a nós mesmos é um aprendizado. Somente nos amando poderemos amar aos outros. Amar-se é um processo para a vida toda, porque precisamos aprender a nos valorizar, perdoar nossos erros, aceitar nossas frustrações, decepções e metas não alcançadas.

Muitas pessoas consideram o gostar de si mesmo um ato egoísta, mas isso é uma crença errada. O verdadeiro amor começa em si mesmo.

Se uma pessoa não ama a si mesma, não consegue amar verdadeiramente. Em vez de amor, sentirá apego, com sentimentos de posse, ciúme e raiva.

Para se amar de forma incondicional, é necessário dar valor a si mesmo e não apenas às posses e conquistas. Você não é a roupa que usa, nem o tipo de trabalho que faz ou sua conta bancária. Você tem, como todos nós, capacidades e limitações.

16 pontos importantes para amar a si mesmo:

1º) Aprenda a cuidar do corpo, praticando exercícios apropriados, caminhadas, alimentando-se com moderação e equilíbrio.

2º) Cuide da mente e do espírito, fazendo relaxamentos e meditação.

3º) Reconheça suas necessidades e que tem direito ao bem-estar em todos os aspectos de sua vida.

4º) Aceite a si mesmo com respeito e compaixão. A caridade começa com você mesmo.

5º) Desenvolva o autoconhecimento.

6º) Descubra suas qualidades, habilidades e talentos, desenvolvendo boa autoestima.

7º) Constate seus defeitos, procurando entendê-los, sem frustrações ou depressão.

8º) Aceite suas falhas e insucessos. Aceite seus defeitos e limites. Isso não significa gostar de seus defeitos ou não tentar melhorar. Significa acreditar no próprio valor.

9º) Não seja conivente com seus erros nem continue errando. Extraia lições e se arrependa.

10º) Não se torture, listando seus erros e acusando-se pelas falhas. Além de lhe fazer sofrer, esse tipo de pensamento pode lhe paralisar.

11º) Entenda que faz parte da condição humana errar e aprender com o erro.

12º) Aprenda, com humildade, sem sentimentos de culpa ou de baixa autoestima.

13º) Não desperdice seu tempo se culpando. Entenda que se você se entregar ao sentimento de culpa, perderá a capacidade de reparar o erro.

14º) Não tenha raiva de si mesmo. Em vez disso, aprenda a se perdoar.

15º) Não se rejeite nem se diminua.

16º) Confie em você mesmo, com força e admiração.

Quando você se amar com compaixão, gentileza e caridade, você entenderá o amor incondicional e poderá expandir esse amor às outras pessoas, sem julgá-las ou culpá-las.

Não se pode dar o que não se tem. Se uma pessoa não gosta de si mesma e não é gentil consigo mesma, não conseguirá sentir amor, amabilidade, gentileza e compreensão pelas outras pessoas.

Como disse Osho: "Todo crescimento precisa de amor, mas amor incondicional. Se o amor impõe condições, o crescimento não poderá ser total, porque essas condições irão se sobrepor. Ame incondicionalmente, não peça nada em troca. Você receberá muito sem precisar pedir - mas não seja um mendigo. No amor, seja um imperador. Apenas dê e observe o que acontece. Você receberá mil vezes mais, mas você deve aprender o truque. Senão, você continuará um avarento; dará um pouco e esperará receber algo, e essa espera e essa expectativa destruirão toda a beleza de seus atos."

Quem não aprendeu a se amar, busca esse amor fora de si. Torna-se dependente e vulnerável às chantagens emocionais dos outros. Pode até se contentar com migalhas de carinho, chamando a atenção com atitudes infantis e carentes.

Reflita nas palavras de Baba Muktananda, um grande mestre yogue: "Se você experimentar amor, precisa começar por amar a si próprio. Primeiro tem de amar seu corpo, depois aqueles que estão relacionados com seu corpo e depois o senhor do corpo, o Ser interior".

"Você deve compreender o valor desse corpo, e então fazê-lo forte através da hatha ioga, meditação e cantando o nome de Deus. Esse corpo é seu maior amigo, e deslealdade com um amigo não é bom. Alimente-o regularmente e com autodomínio. Tome muito cuidado com ele; faça dele uma morada adequada para Deus habitá-lo. Assim, ame a todos aqueles que estão relacionados com seu corpo; sua mãe, pai, irmãos, irmãs, amigos, parentes, marido ou mulher e filhos. É assim que o amor se expande".

O verdadeiro amor brota do Ser interior, que é Deus dentro de nós. Esse amor é livre e incondicional. À medida que aumentamos o amor pelo nosso próprio Ser interior, nossa alegria aumenta e contagia a todos.

Procure abandonar o apego que obscurece o amor real. Seja seu próprio fã e acredite em você mesmo. E expanda o amor aonde você for.

Namaste! Deus em mim saúda e agradece Deus em você! Fique em paz!




Emilce Shrividya Starling

É formada em Yoga pela Federação de Yoga do Brasil e Centro de Estudos de Yoga Narayana/S.P, com aperfeiçoamento em Hatha Yoga e Meditação nos Estados Unidos. É professora de Hatha Yoga em Santos (SP), desde 1989. Atualmente ensina Filosofia do Yoga e Meditação.



ENQUETE

Você é feliz no trabalho?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.