DESTAQUES

Após a traição, como seguir em frente?

Anette Lewin 01/01/2016 PSICOLOGIA
Não existe atitude certa ou errada a ser tomada

por Anette Lewin

"Descobri a traição de meu marido. Há dois dias conversamos e ele diz estar arrependido, diz querer ficar comigo e com os dois filhos, mas a amante diz que, se ele quiser, irá continuar... fica telefonando, mandando mensagens... Ele tenta esconder, mas nem sempre consegue. O que devo fazer? Continuo ou acabo com o casamento?"

Resposta: Bem, continuar o casamento depende de você querer e ele tambem. Ele já disse que quer. E você? A traição não é mais uma suspeita, é fato. A amante está disposta a levar em frente. Você precisa avaliar se consegue conviver com essas realidades. Mesmo porque outras traições podem acontecer e serem descobertas, principalmente se você ficar muito focada na vida pessoal dele.

Não existe atitude certa ou errada a ser tomada. Você precisa fazer um balanço de seu casamento e pesar prós e contras. Traição é um tema polêmico e recorrente. Pessoas traem pelos mais diversos motivos e a traição é um dos principais motivo de separação.

Não é raro, porém, pessoas se separarem em virtude de traição, casarem novamente e serem traídas de novo. Portanto, na hora de tomar uma decisão, leve em conta todas as caracteristicas de seu marido e veja se gosta dele do jeito que ele é! Se optar por continuar, tente fazer do convívio algo agradável e positivo e procure sanar as eventuais falhas da relação. Se optar pela separação e por uma nova relação lembre-se que ao fazer uma escolha de um perfil semelhante ao do seu marido, as chances da história se repetir são grandes. Quanto a você, não esqueça de avaliar se existe algo no seu comportamento que pode estar favorecendo a procura dele por outras mulheres.

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A psicóloga Anette Lewin responderá sobre relacionamento amoroso, conflitos na vida a dois e conjugal. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA

Anette Lewin

É psicóloga graduada pela PUC/SP. É psicoterapeuta de adultos e adolescentes em consultório particular desde 1975 até a presente data.

Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2016
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.