DESTAQUES

Paixão e razão, eis a questão! O importante é o o afeto!

Marta Relvas 01/01/2016 COMPORTAMENTO
Pense sempre antes de falar

por Marta Relvas

As emoções básicas podem ser percebidas em sala de aula, basta um olhar!

Estudantes e professores estão sempre envolvidos em emoções. Uma aula bem-humorada promove bem-estar físico, psicológico, afetivo, seguro, liberando neurotransmissores favoráveis à aprendizagem.

Emoções básicas, como prazer, tristeza, raiva, medo, amor e alegria têm uma enorme escala de variação, por exemplo: o prazer pode variar da satisfação ao êxtase; a tristeza, do desapontamento ao desespero; o medo, da timidez ao temor; a raiva, do descontentamento ao ódio.

O desenvolvimento emocional e a aprendizagem são considerados fatores determinantes da sensibilidade humana, e se refletem através de respostas e reações psíquicas e orgânicas.

Os estímulos externos que causam as reações emocionais e o significado que o indivíduo dá para essas emoções, promovem "mudanças" de atitudes quando assimiladas e compreendidas.

Dicas

A serotonina é o hormônio do prazer, da felicidade e das emoções. Então; promova uma aula interessante. Os cérebros dos alunos agradecem!

Não há fórmulas mágicas, o importante é conhecer a realidade dos estudantes e está presente naquilo que os interessam, estabelecendo vínculos afetivos.

O profissional professor precisa desenvolver o autoconhecimento e controle para lidar com as emoções dos alunos.

Pense sempre antes de falar, pois depois pode ser tarde demais...

A razão e a paixão dependem muito do fator inter-relacional entre ensino e aprendizagem para surtir efeitos nos processos cognitivos e na formação do estudante.

A boa relação depende muito mais do educador, pois é o mediador na construção da aprendizagem dos alunos.

O principal nesse processo entre razão e paixão é que educadores estimulem os sonhos de seus estudantes e ajudem a transformá-los em metas, pois, assim, estará fazendo o principal papel de educador e não apenas o de transferir conteúdos, pois para uma aprendizagem ser significativa, precisa passar pelo sentimento afetivo.

COMUNICAR ERRO

Marta Relvas

Professora, Bióloga, Neurobióloga, Psicopedagoga, Pós Graduada em Anatomia Humana, Especialista em Fisiologia Humana, Bioética Aplicada e Didática do Ensino Superior. Pesquisadora na área de Biologia Cognitiva e Aprendizagem. Membro associada da Sociedade Brasileira de Neurociência e Comportamento. Autora dos Livros: Fundamentos Biológicos da Educação – Desenvolvendo inteligência e afetividade na aprendizagem, editora WAK. 5° edição.

ENQUETE

Você acha que um romance iniciado no Carnaval tem chances de dar certo?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.