DESTAQUES

Os Sete Princípios Xamânicos kahunas uma proposta de vida

Carminha Levy 01/01/2016 AUTOCONHECIMENTO

por Carminha Levy

Toda filosofia Kahuna pode ser expressa por sete preciosos princípios que por sua vez possuem alguns corolários. Proponho que estes princípios possam ser utilizados no cotidiano para uma melhor qualidade de vida. Por sua vez praticar o princípio e os seus corolários o leva a desenvolver um talento Kahuna específico de cada um deles.

Resumidamente os Kahuna são os xamãs do Havaí, descendentes do Continente Mu e seu ensinamento básico é o que se segue:

Três Eus

Nós somos formados por 3 Eus.

O Eu Básico que em algumas tradições é denominado erroneamente eu inferior. O Eu Médio – nosso Ego consciente. O Eu Superior – centelha divina reconhecida em todas tradições religiosas (do re-ligare). O Eu Básico detem todas as memórias que passam de vidas para vidas, o Eu Médio detem a força de vontade e o Eu Superior é nosso Eu Divino.

Eis aqui os 3 primeiros princípios

1º Princípio: O mundo é o que você pensa que é.

1º Corolário - Tudo é sonho.

2º Corolário - Todos os sistemas são arbitrários.

2º Princípio: Não há limites.

1º Corolário - Tudo é conectado.

2º Corolário - Qualquer coisa é possível.

3º Corolário - Separação é uma ilusão útil.

3º Princípio - A energia flui onde a atenção vai.

1º Corolário: A atenção vai onde a energia flui.

2º Corolário - Tudo é energia.

Em relação ao primeiro princípio e seus corolários eis uma sabedoria que é possível ser verificada facilmente.

Você pode ver um copo pela metade e decidir se está quase cheio ou quase vazio, dependendo se você for um otimista ou um pessimista.

É também notória a postura do otimista e do pessimista em face à vida e o que eles gestam com essa atitude mental. No mínimo o otimista estará sempre cercado de bons amigos e criando novas oportunidades profissionais e afetivas. O livro “O Segredo” baseia-se praticamente neste princípio.

Vejamos uma aplicação prática deste princípio através dos dois corolários.

Exercício (ou prática)

Vá para seu lugar de poder xamânico, entre em relaxamento, sacralize-o com os quatro elementos ponha o CD do tambor - leia os primeiros artigos públicados nesta coluna no pé da página - clique aqui. Comece essa prática de imaginação ativa para ter revelações sobre algo que está lhe preocupando. Peça a seu animal de poder que lhe revele o que tem de imaginário (seu desejo fabricando o sonho do que o está atormentando). Certo de que “tudo é sonho”, procure , usando seu mental, ver qual o sonho que se assemelha mais à realidade. Você ganhará a Visão, o talento Kahuna que é desenvolvido através desta prática. “Esta é a visão metafísica que possibilita entender que “todos os sistemas são arbitrários.” Selecione uma solução que mais condiga flexivelmente com a sua filosofia de vida. Esta Visão metafórica o impede de ser radical, intolerante ou fanático ou em outras palavras ser arbitrário.

2º princípio: Não há limites – 1º corolário Tudo está conectado. 2º corolário Qualquer coisa é possível. 3º corolário Separação é uma ilusão útil.

Este 2º princípio nos ensina sobre a interligação energética que permeia a humanidade. Além de nos alertar sobre a responsabilidade dos nossos atos para com o próximo que a própria lei do carma confirma, deixa-nos face a face com nossa dívida para com a Mãe Terra. Por esta ter sido tão negligenciada por seus filhos hoje caminha para o caos. Esta interligação – ou falta de fronteiras (limites) entre eu e o outro – está cantada em prosa e verso em todas as tradições xamânicas como também pela física quântica – a grande teia energética. Mas ai também reside a esperança da solução de nossos problemas. Como enuncia o 2º corolário “tudo é possível”, com a consciência de que nossos atos têm conseqüências imediatas por sermos uma teia, uma rede com a humanidade, podemos hipotetizar – segundo o mantra da Paz Géia “Piece of Peace” que ao nos tornarmos pedaços de paz estamos formatando a grande tapeçaria da paz no mundo – sem limites e sem fronteiras. Eis um exercício coletivo que passa pela ampliação da consciência de cada um de nós, levando-nos a grande consciência coletiva, que tal qual uma massa crítica, terá a força da transformação da humanidade.

Este princípio e seus corolários nos trás o talento Kahuna da Clareza.

3º princípio: A energia flui onde a atenção vai. 1º corolário: A atenção vai onde a energia flui. 2º corolário Tudo é energia. Este é o princípio que nos traz o Talento Kahuna do “Enfoque”. Ele que faz toda a diferença entre as pessoas que realizam todos seus projetos e são vencedores e aqueles que apenas criam grandes projetos e não os levam a cabo. Talvez porque o peso e a responsabilidade de sermos seres realizados nem sempre é um preço que queiramos pagar para ver. À guisa de exercício para ser seguido por quem realmente QUER e ASSUME chegar a seus objetivos, aqui vai um roteiro que exemplifica a íntima união entre atenção e energia.

Atenção e energia

Suponhamos que você quer muito assumir um cargo de chefia que lhe levará ao topo da profissão que você elegeu como sua vocação. Você terá que iniciar pela mais humilde, tediosa e despercebida tarefa da sessão a qual você foi destinado. A limitação do seu trabalho não condiz com o que você deseja com sua ambição, apesar de ser o único caminho para chegar algum dia ao topo. Se você seguir o 3º princípio e não desviar sua atenção de sua meta, aquele trabalho insignificante mas que é feito com garra e profissionalismo terá toda a possibilidade de ser notado, pois a atenção dos seus chefes captará a fluidez da sua energia, o que dará uma qualidade extra que indica que você é um funcionário no qual devem investir. Bem mais rápido do que você pensava já passará para uma função mais de acordo com a sua meta.

E como tudo é energia, na qual você está mergulhado com foco e clareza de onde quer chegar é só deixar fluir que você chegará com maestria ao topo.




Carminha Levy

Pioneira no ensino simultâneo de Xamanismo e Psicologia, criou um programa de Facilitadores Xamânicos em Xamanismo Matricial que resgata a sabedoria da Grande Deusa Mãe Terra: a Madona Negra - o matriarcado associando-o ao patriarcado - o Xamanismo Matricial. Instrutora do Neoxamanismo no Brasil



ENQUETE

Você é feliz no trabalho?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.