DESTAQUES

Ritual: prepare seu 'Natal interior'

Carminha Levy 01/01/2016 AUTOCONHECIMENTO
Seja um cocriador junto com o universo

por Carminha Levy

A aproximação do Natal e do Ano Novo nos leva, seres conscientes, a desejarmos uma profunda transformação na humanidade.

Nosso instrumento de mudança é sermos co-participantes e responsáveis por uma nova ecologia interna, visto que a ecologia externa está sendo cantada em prosa e verso mas que, infelizmente, não estão sendo postas em prática. As mudanças que a ecologia interna propõe cabe a nós xamãs matriciais por em ação esta missão: “Por Um Mundo Melhor”.

Primeiro movimento para nos comprometer com um mundo melhor consiste em sairmos do inconsciente coletivo do nosso país e mais dificilmente ainda do inconsciente coletivo da humanidade. Ele nos leva a agir como carneiros repetindo um culto à agressividade, desamor, falta de crença num Ser Maior, exploração dos mais pobres, etc. Nossos olhos veem e os ouvidos se estarrecem como se o mundo estivesse vivendo catastróficas profecias bíblicas. Elas nos remetem à própria Bíblia e suas figuras macabras: os quatro cavalheiros do apocalipse.

Partindo da nossa filosofia do xamanismo matricial, toda mudança proposta começará com a mudança pessoal, isto sacralizado pelo mantra, que recebi há vinte anos do Oceano Pacífico; “Piece of Peace”: que todos possamos ser pedaços de paz.

Permito-me uma licença poética e proponho uma metáfora: Podemos considerar os quatro cavalheiros do apocalipse como as quatro grandes chagas que corrompem a humanidade nos dias atuais.

1ª Falta de Paz

2ª Falta do Amor

3ª Falta de Fé

4ª Falta da Esperança

1ª Falta de Paz

As inúmeras guerras que se alastram desde o Oriente Médio, África, pelo mundo todo e a incapacidade de líderes bem intencionados como Barack Obama por exemplo, de conseguirem detê-las, dá a dimensão do grande desafio que é conseguir se libertar, da guerra do inconsciente coletivo. Invocaremos a pomba da paz para que reine nos corações dos homens e que a paz prevaleça na Terra.

2ª Falta de Amor

Quando vemos os desamparados do Brasil, da África e dos países que estão abaixo da linha da pobreza, podemos sentir como coletivamente a falta do amor está imperando. Não é só por uma questão de humanidade e de dignidade, da qual os governos não se empenham em mudá-la, e sim de caridade cristã. Que ela ecoe nos corações humanos como o grande ensinamento do mestre Jesus - o amor.

3ª Falta de Fé

Não há mais uma fé que remove montanhas, mas sim um culto ao dinheiro, que como o rei supremo regendo juntamente com seus súditos a ganância e o poder afastam completamente essa virtude. O que vemos é graçar a corrupção desde os grandes escalões até o pequeno comerciante que quer sempre levar vantagem. Por não haver mais o que antigamente se chamava “Um ser temente a Deus” a desonestidade e o desrespeito pelo outro se tornou uma coisa corriqueira a ponto de uma pessoa honesta ser considerada “otária ou mané”.

4ª Falta da Esperança

A esperança escapou da caixa de *Pandora! Cabe a nós, xamãs urbanos, corrermos como caçadores de borboletas com nossa pequeninas redes, tentar recuperá-la. Fragmentou-se em pequenos pontos de luz que de tão desvitalizados estão quase apagando. Precisamos com o nosso coração amoroso, impregnado de fé e paz resgatá-las. Façamos como o personagem Peter Pan para que a fada Sininho não morresse! Temos que pedir a todos, homens e mulheres de boa vontade que junte-se a nós e gritem “Eu acredito na esperança – eu acredito em mim”. Pois só nós, na nossa essência poderemos resgatar a esperança, a paz e a fé. E esta é o a grande arma do bom combate que nós, guerreiros da luz, usaremos para vencer os quatro cavalheiros do apocalipse – o amor.

Ritual de preparação do Natal interior

Prepare seu local sagrado.

Inicie no dia 21/12 o ritual, com suas crianças ou caso ainda não as tenha, convoque sua criança interior. Confeccione uma pequena mandala cujo centro é o Menino Jesus e selecione quatro velas de sete dias, a cor que seu coração mandar. Acenda a 1ª vela pedindo pela paz nos seus corações. Proponham uma paz interna a seus sentimentos contraditórios, apazigue-o e em seguida envie um forte sentimento de paz para o inconsciente coletivo da humanidade.

Dia 22/12 – Repita o ritual acendendo a 2ª vela e envie amor para si mesmo (sempre com as crianças ou por sua criança interna). Só quem se ama, se perdoa, conhece e aceita suas limitações é capaz de amar o outro. Termine enviando amor incondicional para o inconsciente coletivo da humanidade.

Dia 23/12 - Ritual idem e verifique onde você coloca sua fé: se é na sua Essência Divina, seu Eu Superior ou é no deus do dinheiro. Só a fé na Providência Divina atende a todas nossas necessidades – materiais ou espirituais. Envie para o inconsciente coletivo da humanidade a reativação da fé no sagrado e que a ganância e o poder sobre o outro se dissolva dos corações egoístas.

Dia 24/12 – Ritual idem A caixa de Pandora vai ser novamente fechada com a esperança que todos vocês a recapituraram e que com a paz, fé e o amor ficará sempre disponível a todos nós quando invocada nos nossos corações crísticos. Derrotaremos os quatro cavalheiros do apocalípse com a paz, a fé e o amor que nos traz também a esperança de um mundo melhor construído com a força do Cristo Interno.

Feliz Natal e que 2016 traga a força de permanecerem como cocriadores de uma nova ecologia interna.

*Caixa de Pandora: É um mito grego que narra a chegada da primeira mulher à Terra e, com ela, a origem de todas as tragédias humanas.




Carminha Levy

Pioneira no ensino simultâneo de Xamanismo e Psicologia, criou um programa de Facilitadores Xamânicos em Xamanismo Matricial que resgata a sabedoria da Grande Deusa Mãe Terra: a Madona Negra - o matriarcado associando-o ao patriarcado - o Xamanismo Matricial. Instrutora do Neoxamanismo no Brasil



ENQUETE

Você é feliz no trabalho?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.