DESTAQUES

Mente fica mais positiva na primavera

Joel Rennó Jr. 01/01/2016 COMPORTAMENTO
Na primavera há um clima de boas expectativas

por Joel Rennó Jr.

Há quem diga que a primavera é a mais bela das estações. Dizem que é na primavera que os corações mais se apaixonam e que as pessoas são mais amáveis umas com as outras. Da primavera diz-se também que é o período em que as pessoas estão no melhor do seu humor. Se estas coisas são verdade ou não, ainda não temos como comprovar, pois não há dados científicos para isso.

Entretanto, uma coisa é certa: na primavera há um clima de boas expectativas. Isso ocorre por causa da bela aparência da vegetação, por causa das aves e de outros animais que se manifestam aos nossos olhos com mais constância e abundância. Se a primavera é ou não a estação mais importante, também não temos como saber, porém essa é a estação mais citada pelos poetas, romancistas, cantores e compositores.

A primavera faz brotar em nós um ar de começos e recomeços. Parece que, dentro de nós, a gente começa a dizer: "A partir de agora tudo vai ser diferente"; "tudo vai dar certo"; "tudo vai mudar pra melhor". É isso mesmo, parece que na primavera há mais espaço para os sonhos e alegrias que estavam acorrentados em nossos corações e em nossas mentes. Parece que há algo no ar que nos faz mais otimistas. E realmente há algo no ar. Não só no ar, mas também no mar pois ele fica bem mais bonito. Não só no ar e no mar, mas também na terra, pois ela fica mais verde, mais florida.

A primavera é sem dúvida nenhuma a fase boa da natureza. É nesta estação que a natureza está equipada de toda a sua beleza. Então, quando contemplamos tantas maravilhas, logo enchemos o coração de júbilo e a boca de risos. Assim podemos pensar que nossa mente se prepara para a transformação.

Gosto muito do trecho de um livro que li que diz assim:

Carta de Ottawa

"A saúde se cria e se vive na vida cotidiana; nos centros de ensino, de trabalho e de lazer. A saúde é o resultado dos cuidados que se dispensa a si mesmo e aos demais, da capacidade de tomar decisões e controlar sua própria vida e de assegurar que a sociedade em que se vive ofereça a todos seus membros a possibilidade de gozar de bom estado de saúde". *Carta de Ottawa.

Podemos ver que a saúde é considerada um estado ou uma qualidade de vida que depende de fatores físicos, mentais e sociais. Se considerarmos que as nossas ações afetam nossa saúde e a dos outros, então estamos diante da oportunidade de aprender/ensinar e comunicar bem-estar. Neste sentido, a saúde deixa de ser um bem adquirido de uma forma passiva e propriedade só de uma elite, para passar a ser uma criação do sujeito na relação consigo próprio ou com o(s) outro(s).

Geralmente, nossos problemas mais sérios de saúde e de doença estão ligados não só à predisposição genética, mas ao estilo de vida e ao comportamento. Esses são os principais responsáveis pelo bem-estar individual e pelo nível de qualidade de vida de uma comunidade. Se você tem o hábito de ficar esparramado horas na frente da televisão ou diante do computador é melhor tomar cuidado. Os indivíduos que levam uma vida sedentária estão propensos a doenças, como hipertensão, diabetes e obesidade.

Hoje falei da primavera, mas acredito que todas as estações são belas, e são momentos de transformação, por isso, vamos aproveitar para fazer transformações interiores, vamos aproveitar para buscar ajuda para a saúde do corpo e da mente.

*Carta de Ottawa: redigida na Primeira Conferência Internacional sobre a Promoção da Saúde (os meios para promovê-la), realizada em Ottawa em 21 de novembro de 1986




Criteo Publicidade:

Joel Rennó Jr.

Dr. Joel Rennó Jr. MD, Ph.D. Professor do Departamento de Psiquiatria da FMUSP. Diretor do Programa de Saúde Mental da Mulher - Instituto de Psiquiatria da USP. Médico do Corpo Clínico do Hospital Israelita Albert Einstein- São Paulo. Coordenador da Comissão de Estudos e Pesquisa de Saúde Mental da Mulher da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). www.psiquiatriadamulher.com.br



ENQUETE

“Nada mais indigesto para o mundo que a liberdade de uma mulher", diz Fernanda Young. Você concorda?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.