DESTAQUES

Ler, abraçar quem você gosta e bocejar ajudam a melhorar as funções cerebrais

Marta Relvas 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR
O cérebro tem funções fascinantes

por Marta Relvas

Um dia uma criança me perguntou: Para que serve o cérebro humano?

A princípio uma pergunta aparentemente "boba", respondi:

Uma das funções do cérebro humano é exatamente essa, a de nos servir, nos manter vivos, ativando a capacidade da curiosidade, dos movimentos corporais e do imaginário, dos desejos, da criação, dos relacionamentos afetivos e emocionais, de assimilação das aprendizagens intelectuais ou cotidianas, da comunicação, além de suas funções involuntárias e autônomas, como a digestão, respiração, excreção...

O cérebro tem funções fascinantes

Todos os órgãos são importantes, mas o cérebro é fundamental para existência vital física, emocional e social do humano.

Ela ainda perguntou, obviamente, da forma que sua linguagem permitia: Mas, afinal, do que nosso cérebro é "feito" fisicamente? De que maneira essa forma (anatomia) lhe confere a capacidade de receber, integrar, associar, decodificar, armazenar, criar, inventar e responder os estímulos que chegam até ele, produzir emoções e afetos ao longo de nossas vidas humanas?

Para desmistificar essas perguntas, resolvi descrever alguns fatos do senso comum e embasá-lo cientificamente sobre a constituição de nosso principal órgão.

1. Água: A constituição de nosso cérebro é basicamente de 75% de água.

2. Mito dos 10%: Se você já ouviu falar que seres humanos usam apenas 10% das capacidades de seu cérebro, saiba que esse é apenas um mito. A Ciência afirma que o cérebro tem funções integradas, pois ele trabalha ativamente sendo potencializado como um todo.

3. Peso: O cérebro humano pesa cerca de 1 kg e 300 gramas.

4. Não há dor: Não existem receptores de dor no cérebro, portanto, é impossível ter dor de cérebro.

5. Telencéfalo: Também chamado de cerebrum, constitui a maior parte do cérebro, pesando cerca de 85% do total.

6. Substância branca e cinza: O cérebro humano é formado por 60% matéria branca de e 40% matéria cinza (daí a expressão "massa cinzenta"). Isso se dá devido à constituição e organização dos neurônios.

7. Neurônios: Cerca de 86 bilhões de neurônios formam o cérebro humano, distribuídos em diferentes áreas funcionais e específicas.

8. Sinapses: Para cada um dos neurônios, há de 1.000 a 10.000 sinapses, promovendo novas conexões neurais, e se fortalecem à medida que sofrem estímulos externos (do meio ambiente) ou interno (do próprio corpo).

9. Córtex cerebral: Quanto mais é usado, mais "espesso" fica, devido à formação de novas conexões neurais produzidas pelos estímulos, esses traduzidos em impulsos elétricos e químicos, que perpassam os canais sensoriais através dos nervos sensoriais (conjunto de neurônios) chegando então ao córtex cerebral.

Importante saber: Não é a quantidade de estímulos que promove a aprendizagem e sim a qualidade desses estímulos.

Cinco dicas para melhorar as funções do seu cérebro:

1 - Use seu cérebro para uma boa leitura, ela ainda é e sempre será o melhor caminho sináptico de se promover novas conexões. Não precisa ser uma leitura difícil, o importante é ler.

2 - Escute e conte histórias, elas estimulam a criatividade, o imaginário e a comunicação.

3 - Dedique-se a um trabalho solidário, nem que seja uma vez por mês, seu cérebro agradece! Elogie, presenteie pessoas para ativar o cérebro de recompensa.

4 - Abrace quem você gosta! Movimente-se para ativar seu cérebro motor, as sinapses químicas dos seus motoneurônios estabelecem conexões saudáveis e prazerosas.

5 - Boceje, pois é uma forma de enviar mais oxigênio para o cérebro, servindo, portanto, para resfriá-lo e estimulá-lo. Ah! Lembrando que é com elegância, claro!




Criteo Publicidade:

Marta Relvas

Bióloga, Dra. e Mestre em Psicanálise, Neuroanatomista, Neurofisiologista, Psicopedagoga e Especialista em Bioética. Tem formação internacional em Educação na Abordagem Reggio Emília na Itália. Além de Membro Efetiva da Sociedade Brasileira de Neurociência e Comportamento, também é Membro da Associação Brasileira de Psicopedagogia. É autora de diversos livros e DVDs sobre Neurociência e Educação – Transtornos da Aprendizagem publicados pela Editora WAK. Atua ainda como Professora Universitária da Universidade AVM Educacional / Cândido Mendes e da Universidade Estácio de Sá no Rio de Janeiro, com sólida carreira de palestrante no Brasil e no exterior.



ENQUETE

Você aceita bem o seu corpo?







VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.