DESTAQUES

Como me libertar do controle da minha mãe?

Blenda de Oliveira 01/01/2016 PSICOLOGIA
Controle da mãe pode gerar medo e irritação

por Blenda de Oliveira

"Estou passando por uns problemas com minha mãe. Ela quer que eu faça as coisas da maneira dela, caso contrário, ela fica brava. Nos últimos anos sinto que não tenho vida: trabalho de dia, estudo de noite; finais de semana tenho que cuidar dos irmãos pequenos, limpar a casa, não tenho tempo nem para o meu namorado, sendo que nem dormir na casa dele eu posso. Ela anda diferente comigo, não posso opinar em nada, que ela começa a falar que eu estou diferente. Ela não entende que eu cresci e hoje tenho 21 anos. Eu só queria uma solução para isso."

Resposta: Mudar essa situação requer coragem e paciência para persistir nas atitudes que devem favorecer sua independência emocional.

Parece que sua mãe, por razões dela, tomou você como posse dela. Exige exclusividade é uma espécie de incondicionalidade de amor. Precisa ser e fazer tudo como ela quer. Fora disso ela se fecha, embravece e se distancia de você, recusando amor e proximidade.

Essa maneira de agir causa em você medo e, ao mesmo tempo, irritação por perceber os meios de controle que ela tem usado com você.

Se quiser sair da posição de Gata Borralheira, terá que ir, aos poucos, enfrentando o controle materno e tolerando que haverá reação da parte dela, sempre que se recusar a seguir suas ordens.

Infelizmente, pais podem sentir-se ameaçados com o crescimento dos filhos e toma os movimentos de independência como desamor e abandono.

Para muitos, principalmente aqueles que não criaram projetos próprios, os filhos ocupam um lugar de proteção e cuidado - para esses pais com dificuldades psíquicas. Ao invés de cuidarem deles, elegem e obrigam os filhos a permanecerem aprisionados na dependência emocional, acreditando que se não estiverem ao lado e obedecendo aos seus desejos, algo muito ruim acontecerá.

Independência e autonomia nunca fez mal a ninguém. É um direito, é legítimo. Cuide de iniciar seu movimento em busca de um lugar no mundo de mais independência. Verá que é possível cuidar da sua mãe e ter a sua vida. Nada de ruim acontecerá a ela.

É preciso ter força e persistência para colocar os nãos e os limites na relação com sua mãe, tolerando que da parte dela pode vir raiva, irritação e até um certo desprezo. Faz parte.

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A psicóloga e psicanalista Blenda de Oliveira responderá dúvidas e perguntas sobre conflitos familiares e entre pais e filhos. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Criteo Publicidade:

Blenda de Oliveira

Doutora em psicologia clínica pela PUC-SP. Psicanalista pela Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo (SBPSP). Psicoterapeuta de adultos, adolescentes, crianças, famílias e casais. Atuante como Life Coaching em diversas áreas, utilizando essa metodologia para colaborar nos processos de sucessão familiar nas empresas.



ENQUETE

“Nada mais indigesto para o mundo que a liberdade de uma mulher", diz Fernanda Young. Você concorda?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.