DESTAQUES

Meu filho quer chegar em casa na mesma hora que seu amigos. O que fazer?

Blenda de Oliveira 01/01/2016 PSICOLOGIA
Pais não devem ser reféns dos códigos impostos pelo grupo social dos filhos

por Blenda de Oliveira

"Meu filho adolescente de 15 anos é o mais velho de três irmãos. Atualmente, ele questiona muito limites e regras. Uma delas é que estabelecemos o horário para ele estar em casa até às 23h00, mas ele pede para chegar às 02h00, pois todos os demais amigos têm esse horário como limite. No caso, eles ficam conversando e jogando no play no prédio vizinho. Ele leva a chave de casa, chega no horário combinado, mas muito contrariado. Não dá trabalho com os estudos, sempre passou por média. Tenho dúvidas entre permitir e impor; entre negociar e cobrar uma contrapartida. Tenho medo de ceder e me arrepender depois ou de proibir e deixá-lo angustiado sem viver as experiências da idade, sentindo-se excluído."

Resposta: Antes de qualquer coisa, o fundamental é que seu filho saiba que você, como muitos pais, têm maneiras diferentes de educar.

Entretanto, o grupo na adolescência pressiona e impõe códigos nem sempre parecidos com aqueles que os pais pretendem para os filhos e aí estamos diante de um grande desafio. Ceder ao grupo? Manter-se fechado nas próprias regras? Talvez nem um, nem outro.

Faça combinados flexíveis

Como seu filho parece alguém que segue com tranquilidade na vida, você pode pensar em, aos poucos, tornar alguns combinados mais flexíveis. O horário pode ser vagarosamente ampliado, sempre lembrando a ele que a confiança e os créditos serão dados na medida em que ele se mostra maduro para assumir as responsabilidades que a liberdade impõe. O que isso quer dizer? O que vocês combinarem e como combinarem será cumprido: horário, local onde encontra os amigos, quem são os amigos e a frequência das saídas. Se tiver celular deve sempre responder e atender as chamadas ou mensagens que vocês pais queiram enviar. A liberdade exige maturidade, confiança e tudo isso ocorre ao longo do tempo.

Como ampliar o horário de chegar em casa?

Uma sugestão é aumentar uma hora naquela combinada durante 30 dias e vocês vão testar como cada um vai se adaptar a esse novo arranjo.

Depois de 30 dias, aumenta 30 minutos até chegar no horário de 01h00 da manhã. Para chegar às 02h00 da manhã precisa de um pouquinho mais de tempo. Nada disso é fixo. Pode mudar, pode rearranjar, tudo dependerá dele e de todo o resto que ele precisa cumprir: escola, organização, modo como se relaciona com os pais etc.

Converse com ele e deixe claro que repensou, pois levou em consideração como ele tem sido responsável e decidiu colaborar, mas nada tem a ver com a contrariedade dele, já que estar contrariado faz parte da vida.

Nem sempre receberemos tudo como queremos e os pais, principais responsáveis pelos seus filhos, são eles que decidem e sabem o que é melhor para os filhos.

Filho que se sente cuidado pelos pais e tem responsabilidades tende a ser seguro no futuro

Quando os filhos se sentem realmente cuidados e, ao mesmo tempo, é dado a eles responsabilidades coerentes com o que podem arcar, há um sentimento de segurança e no futuro surge a gratidão pelos pais terem sido cuidados. Pais não devem ser reféns dos códigos impostos pelo grupo social dos filhos, mas podem considerar as mudanças que experimentam-se nos dias de hoje, adequando, corrigindo e acertando todo o tempo a rota. Educar é isso, estar aberto a repensar sem, no entanto, perder o norte dos valores que são importantes para a família.

Boa sorte!

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A psicóloga e psicanalista Blenda de Oliveira responderá dúvidas e perguntas sobre conflitos familiares e entre pais e filhos. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Criteo Publicidade:

Blenda de Oliveira

Doutora em psicologia clínica pela PUC-SP. Psicanalista pela Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo (SBPSP). Psicoterapeuta de adultos, adolescentes, crianças, famílias e casais. Atuante como Life Coaching em diversas áreas, utilizando essa metodologia para colaborar nos processos de sucessão familiar nas empresas.



ENQUETE

A universidade Yiwu Industrial and Commercial College em Shangai (China), oferece curso de graduação – de 3 anos - para formar pessoas que querem se tornar celebridades nas redes sociais. O que você acha?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.