DESTAQUES

I Ching pode ser seu 'melhor amigo'

Jou Eel Jia 01/01/2016 AUTOCONHECIMENTO
I Ching traduzido por Richard Wilhelm é a versão mais fiel

por Jou Eel Jia

O célebre oráculo chinês I Ching O Livro das Mutações – surgiu no período anterior à dinastia Chou (1150-249 a.C). O I Ching relata a relação global entre o microcosmo e o macrocosmo, ou seja, do ser humano com o universo. Ou, mais precisamente, a relação de tudo o que é consciência cósmica, como uma planta ou um gato, com o universo. Seu ponto central são as mutações.
 

Sendo assim, seu principal atributo é ajudar a lidar com as mudanças em relação ao meio ambiente, com a evolução natural das coisas na vida. Por isso é conhecido como oráculo, pois dá uma explicação da vida atual de uma forma abrangente, e prevê o futuro.

I Ching e impermanência

O I Ching oferece um caminho de interpretações perante à vida, embasado na concepção chinesa da impermanência, onde nada é permanente e tudo muda. Através desta 'lei cósmica' o homem toma suas decisões.

Esse livro explica por que uma pessoa adoece, por que o fracasso de hoje pode ser o sucesso de amanhã e vice-versa.

O I Ching oferece em suas respostas as causas de um processo multifatorial, desvendando a rede de acontecimentos que nos cerca em relação ao meio ambiente, enfim uma ‘leitura’ de nossa mente inconsciente.   

I Ching e a saúde

Por exemplo, uma pessoa que está com um conflito no trabalho, coloca a sua raiva no corpo e acaba desenvolvendo uma hipertensão, uma gastrite... O I Ching apresenta uma ‘solução mental’ para evitar o conflito que atinge o corpo.

De uma forma global ele trabalha com as mutações das diversas dualidades presentes no universo: céu/terra, água/fogo, alegria/tristeza dispersão/união, conflito/solução, etc.

Grande amigo íntimo

O I Ching é como um grande amigo que lhe dá conselhos, principalmente naquele momento de conflito, onde se precisa tomar uma importante decisão. Mas para que isso aconteça, é preciso que a sua mente esteja aberta para isso. Caso contrário, virão respostas evasivas ou o próprio oráculo ‘puxa a sua orelha’. Um exemplo disso é o hexagrama 4 (Meng), para nós chamado de 'Insensatez Juvenil ou Inexperiência', onde há o seguinte comentário: ”O oráculo responde a uma pergunta apenas e somente uma vez. Insistir é ser inoportuno.




Jou Eel Jia

É formado em Medicina pela UNIFESP e é Presidente da Associação de Medicina Tradicional do Brasil (AMC). Professor Titular de Pós-graduação em MTC e Acupuntura do HSPM e Faculdade de Medicina de Jundiaí. Autor dos livros Ch’an Tao, essência da Meditação (editora Sumus) e Ch’an Tao Conceitos Básicos: Medicina Tradicional Chinesa, Lien Ch’i e Meditação (editora Ícone).



ENQUETE

Para você a traição significa falta de amor ou que o relacionamento chegou ao fim?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.