DESTAQUES

Qual o melhor tipo de exercício para ganhar cintura?

Redação Vya Estelar 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR
Dica: exercícios abdominais com rotação do tronco

por Simone Sarti

Resposta: A genética é o principal responsável pelo nosso tipo físico. Não podemos esquecer dela. Outra coisa que se relaciona à cintura é o tamanho do quadril.

Nas mulheres de quadril mais largo, nota-se proporcionalmente uma cintura mais estreita, já nas mulheres de quadril mais estreito, ela é menos notável.

Agora, quando se perdeu cintura pelo acúmulo de gordura, não há melhor jeito a não ser um bom trabalho de emagrecimento e alguns exercícios localizados para moldar um pouco essa região.

Comece um programa de exercícios aeróbios, que são os de longa duração e intensidade moderada, como corridas, caminhadas vigorosas, bicicleta, etc, aliado a um controle alimentar e em seguida parta para os exercícios localizados abdominais.

A região do abdome é composta pelo músculo reto abdominal, oblíquos externos e internos e o transverso do abdome. O transverso e o oblíquo interno são mais profundos e menos solicitados nos exercícios tradicionais, mas com movimentos específicos eles podem dar uma boa contribuição na formação da curva da cintura.

Exercícios abdominais com rotação do tronco, como por exemplo, aqueles que executamos deitados com pernas flexionadas, levando o ombro direito em direção ao joelho esquerdo e vice-versa, são ótimos para trabalhar os oblíquos. Se você se concentrar na contração do abdome, durante todo o movimento (durante a subida e a descida do tronco) você também vai solicitar o trabalho do transverso, pois é exatamente assim que trabalhamos esse músculo: contraindo-o durante uma expiração.

Você pode inclusive trabalhar em séries, com essas contrações isométricas, ou seja, sem movimentação do tronco. Por exemplo, estando em pé ou sentada, expire soltando todo o ar, enquanto, contraindo o abdome, “leva seu umbigo internamente em direção as costas”. Mantenha a contração por 10 a 15 segundos e faça 3 a 4 séries. Enquanto se mantém a contração, você deve respirar normalmente, mas sem soltar a musculatura. Conforme vai se adaptando, pode ir aumentando o tempo de contração. Esse é um ótimo trabalho para o transverso do abdome e deve ser feito juntamente com os outros exercícios localizados e aeróbios. Se tiver dúvidas, consulte um profissional da área e terá excelentes resultados.

Redação Vya Estelar

Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2016
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.