DESTAQUES

Saiba se seu filho sofre de fobia escolar

Marta Relvas 01/01/2016 COMPORTAMENTO
Fobia escolar não está ligada à classe social ou ao coeficiente intelectual

por Marta Relvas

A criança quando vai para à escola é um mix de alegria e ansiedade, tanto para a criança como para os pais. As crianças reagem de forma diferente umas das outras.

Como reconhecer que a criança apresenta uma fobia ou medo escolar?

Caracteriza-se por um ataque agudo de ansiedade. É diferente do medo, pois, quando forçada a enfrentar a situação, a criança entra em pânico, ou seja, surge o medo irracional e incontrolável que pode levar a reações imprevissíveis de fuga, agressão ou autoagressão.

O comportamento fóbico está ligado à angústia, que é um sinal de alerta para o aparelho psíquico.

A fobia escolar não está ligada à classe social ou ao coeficiente intelectual, mas pode estar associada à angústia de uma determinada separação, como por exemplo: não estar próximo aos pais ou na segurança da família. Na verdade, há um sentimento de desamparo que não permite a criança raciocinar sobre os fatos. É neste momento que desencadeia a ansiedade.

A fobia exige um olhar e um tratamento mais específico e pode desencadear distúrbios psicossomáticos, tais como: cefaleia (dor de cabeça), diarreia, dores de barriga e outros que, no caso do medo, são transitórios. Logo que o individuo adapta-se com a situação vivida, o desequilíbrio emocional desaparece.

Dicas importantes:

- Evite atitudes que possam agravar a situação, como forçar a criança a ficar no espaço escolar, busque o diálogo;
- Jamais ridicularize os sentimentos usando chantagens e subornos;
- Nunca ignore o sentimento para ver se a criança esquece.




Marta Relvas

É Bióloga, Dra e Ms em Psicanálise, Neuroanatomista, Neurofisiologista, Psicopedagoga e Especialista em Bioética. Tem certificação internacional em Educação na Abordagem Reggio Emília na Itália e Title in Education Neurosciences and childhood and adolescence learning of Erasmus+ University – Europe – Portugal. É Membro Efetiva da Sociedade Brasileira de Neurociência e Comportamento, e da Associação Brasileira de Psicopedagogia. Autora de livros e DVDs sobre Neurociência e Educação pela Editora WAK e Editora Qualconsoante de Portugal. Professora Universitária da AVM Educacional / UCAM, UNESA - RJ e Professora Pesquisadora convidada no curso de Pós-graduação de Neurociência do IPUB/ UFRJ. Coordenadora do Programa de Pós-graduação de Neurociência Pedagógica na UCAM / AVM Educacional. Palestrante no Brasil e no exterior.



ENQUETE

Para você a traição significa falta de amor ou que o relacionamento chegou ao fim?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.