DESTAQUES

Por que alguns homens fantasiam ver sua mulher com outro?

Arlete Gavranic 01/01/2016 COMPORTAMENTO

por Arlete Gavranic

Um leitor do Vya Estelar me questionou via e-mail por que alguns homens fantasiam ver sua mulher com outros homens.

É preciso entender os vários significados que isso pode ter para alguns homens:

- Alguns gostam de imaginar sua parceira com outro homem, mas não necessariamente querem que isso aconteça de verdade. Muitos nem contam essa fantasia para ela;

- Outros pedem que a parceira invente vivências com outros homens, pois isso os excita;

- Outros gostam de assistir sua parceira com outro homem;

- Outros desejam dividir essa parceira com outro homem em um ménage.

Mas quais significados estão inseridos nessas fantasias?

Um significado muito presente é a satisfação que alguns homens sentem do desejo de sentirem que 'uma mulher ' possa ser mais ousada ou safada e sair em busca de aventura ou satisfação com outros homens, mas que sempre volte para ele. É uma satisfação de poder: “É para mim que ela volta”. Assim ele vai dirigir essa satisfação para aquilo que ele quiser: se é por que ela depende dele - poder financeiro e social; se é por que ele é mais gostoso; se é por que é ele quem ela ama ou por que ele que a satisfaz de verdade.

Outros significados também se encontram associados nessas vivências. Pode ser uma competição com o pênis de outro homem. Por isso muitos pedem para que ela conte detalhes, faça comparações, diga o quanto ele é bom e viril, diga se o pênis dele é melhor, maior...

Outros homens apenas usam dessa situação para satisfazer fantasias bissexuais e homossexuais. Imaginar essa mulher com outro homem pode trazer a fantasia de estar indiretamente com esse homem, penetrar onde ele penetrou.

Essa busca pode ficar mais próxima nas vivências de ménage de uma mulher com dois homens, onde apesar de ocorrer uma erotização com a mulher na relação a três e até uma visão machista de uma mulher sendo 'usada' por dois homens; há também uma intensa proximidade de toques corporais, caricias e jogos eróticos homossexuais que muitas vezes permite a experimentação desse desejo homossexual de fato. Há ainda homens que se erotizam muito mais com a promiscuidade, e por isso buscam parceiras que topem essas vivências.

Na fantasia ou na realidade, é como se para ele fosse necessária essa visão de promiscuidade para que ele sinta atração.

Não há certo ou errado, muitos casais vivem isso sem conflitos. Só haverá problema se essa mulher estiver se sentindo forçada a viver isso ou constrangida com essa situação.

Caso isso não aconteça, é apenas respeitar a forma de cada casal encontrar e viver seus prazeres.




Criteo Publicidade:

Arlete Gavranic

Psicóloga, Mestre em Educação; Educadora e Terapeuta sexual pela Sbrash, Coordenadora e docente dos cursos de Pós-graduação lato sensu em Educação sexual e em Terapia sexual do ISEXP/ Sbrash. Docente dos cursos de pós-graduação em Educação sexual e Terapia sexual da UNISAL e coordenadora do pós de Terapia Sexual da UNISAL.



ENQUETE

Qual é o seu meio preferido para expressar suas opiniões políticas?








VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.