DESTAQUES

Férias: procedimentos para malhar na praia

Redação Vya Estelar 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR
Pelada na praia pode gastar entre 300cal/h a 600 cal/hora

por Simone Sarti

Com a chegada das férias, ocorrem duas situações interessantes: aqueles que estão acostumados com um treino diário, viajam ou saem da rotina e sentem muita falta da atividade física; outros, sedentários, se animam e querem aproveitar para começar a praticar exercícios.

O que fazer então nas férias? Antes de mais nada, é bom lembrar que o esportista não deve parar totalmente seus treinos, vale mudar as atividades, diminuir a intensidade ou até o volume de treino, mas nunca deixar de fazer. E para quem estava até então sem fazer nada, começar devagar e não achar que vai ficar completamente "em forma" num único mês, mas é uma ótima oportunidade para começar.

A natação é uma atividade excelente, promove grande trabalho muscular e cardiorespiratorio. Porém, na praia só deve praticá-la, quem nada muito bem e já tem experiência em nadar no mar, mesmo assim tome alguns cuidados como escolher uma praia com mar calmo, ter companhia, usar cores fortes na sunga maiô e na touca de natação para poder ser facilmente visualizado. Importante: avise o salva-vidas ou um amigo que vai sair para nadar.

Malhar na praia: gasto de calorias por atividade

A pelada na praia é um trabalho cardiorespiratório e localizado de membros inferiores bem intenso e portanto a queima calórica pode ser de 300 a 600 cal/hora, mas vai depender do ritmo da partida e da condição física dos praticantes.

A caminhada é ideal para fortalecer pernas e bumbum, além de melhorar sua condição cardiovascular, também ajuda a prevenir problemas circulatórios, principalmente se feita no mar, com a água nos tornozelos ou na altura dos joelhos. Num ritmo de moderado a forte, chega a gastar de 300 a 400 cal por hora.

Para aqueles que estão fisicamente bem condicionados, a novidade é o que alguns grupos de academias do Rio de Janeiro estão fazendo: correr na areia com um tipo de para-quedas preso na cintura. Exige muito esforço e o gasto energético pode chegar até 500cal/hora.

Vale lembrar que a corrida e a caminhada, mesmo na areia, devem ser feitas com tênis para maior proteção dos pés e das articulações.

Para quem gosta de unir exercício com diversão, vai se dar bem no frescobol, e se a dupla for "boa de raquete" e não deixar a bolinha cair, ou seja jogar num ritmo intenso, o gasto calórico pode chegar a 400 cal/hora. Prefira jogar pertinho da água, é mais fresco e se a bola cair, não vai rolar para muito longe.

Temos ainda o futvolei (350 cal/hora), caiaque (400cal/hora), ciclismo (280 a 300 cal/hora), vôlei de praia (240 cal/hora), etc.

É claro que essa queima calórica, sempre vai variar de acordo com o ritmo da atividade e a condição física do praticante. O ideal é que cada um faça dentro da sua condição física. Se for iniciante comece com 10 a 15 minutos e vá gradativamente tentando chegar aos 30 minutos, no mínimo três vezes na semana. Se for fazer todos os dias, alterne as atividades.

Cuidados importantes

Evite se exercitar nos horários de sol mais forte.

Mantenha-se bem hidratado. No final das atividades, uma sessão de relaxamento e alongamentos, serão bem-vindos.

Agora, se você não for muito fã dos exercícios sistemáticos, não está preocupado só com a estética e sim também com a saúde, lembre-se que devemos gastar um mínimo de 200 a 300 calorias diariamente, para evitarmos doenças, para não permitir que elas se instalem.(ver artigo "Qual o mínimo para deixar de ser sedentário" clique aqui).

Pensando assim, vale correr com as crianças, pular ondas, buscar água e fazer castelos na areia, catar conchinhas, passear de pedalinho, correr atrás de pipa, enfim, mexa-se, divirta-se e boas férias!




Criteo Publicidade:

Redação Vya Estelar



ENQUETE

“Nada mais indigesto para o mundo que a liberdade de uma mulher", diz Fernanda Young. Você concorda?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.