DESTAQUES

Liberte-se da mente inimiga

Emilce Shrividya Starling 01/01/2016 COMPORTAMENTO
Com perseverança, pratiquei a vigilância sobre minha mente

por Emilce Shrividya Starling

Hoje muitas pessoas sofrem de ansiedade, tensões, depressão. Elas buscam remédios que apenas aliviam os sintomas, mas não vão na causa. Tudo começa na mente negativa, na turbulência de pensamentos inquietantes, em medos imaginários.

A raiva dos desejos insatisfeitos, desde criança, gera muita frustração, insegurança e muitos medos. Com o passar dos anos, essa raiva acumulada cria a depressão e o pânico.

A pessoa acha que nunca é suficientemente boa e que algo de ruim pode acontecer a qualquer momento. E assim, alimenta pensamentos negativos que se tornam como uma bola de neve, destruindo sua paz e alegria. Ela se sente prisioneira dentro de sua própria mente.

Passa a viver escravizada pela mente que se torna sua própria inimiga. Essa mente fica no comando, criando fantasias, vivendo de expectativas negativas pelo futuro ou presa no passado, carregando um pesado fardo de emoções negativas.

Como ser feliz assim? Como realizar o próprio potencial, ter sucesso na profissão, ter harmonia nos relacionamentos e equilíbrio na vida?

O domínio da mente negativa vai se tornando tão poderoso que algumas pessoas dizem não ter cura e desistem de lutar.

Mas isto não precisa se tornar uma prisão sufocante. Você tem escolhas. Pode se libertar dessa mente inimiga.

Comece pensando o que quer. Não pense o que não deseja.

Quando perceber que está projetando acontecimentos negativos para o futuro, pare e pense: “É isto que eu quero? “Eu desejo fracassar”? “ Eu desejo que essas coisas ruins aconteçam?”

Com certeza, a resposta será não. Então não permita que a mente torture você.

Gostaria de compartilhar com você como me transformei para melhor através da prática do yoga.

Tive uma infância difícil e me tornei uma criança medrosa,com insônia desde os 10 anos de idade. Vivia em mundo de fantasias e medos do futuro. Cresci uma adolescente tímida e insegura.

Aos18 anos, comecei a praticar Hatha yoga e senti que com o yoga eu poderia vencer os medos e a insegurança. Apesar de ter praticado as aulas por pouco tempo, a semente do yoga ficou dentro de mim.

E anos, mais tarde, já casada e com duas filhas, finalmente voltei a praticar hatha yoga, com regularidade, e nunca mais parei. Comecei também a praticar diariamente a Meditação Transcendental, que fiz durante 10 anos, que me ajudou muito a diminuir as tensões e dormir melhor. Atualmente pratico a meditação como explico em outros textos - clique aqui.

Percebi que precisava ser guerreira, determinada e praticar com disciplina, sem desânimo para vencer minhas emoções e pensamentos negativos armazenados há tanto tempo.

Eu tinha tudo para ser feliz, amor, juventude, filhas maravilhosas, boa situação financeira. Ia a viagens e festas freqüentes, mas sofria com medo de perder minha felicidade. Tinha medo de viver e de morrer. Devido a essa mente inquieta, tive labirintite, hipoglicemia, gastrite.

Aos poucos, fui melhorando e hoje tenho mais saúde, bom sono, disposição, e vivo com alegria e gratidão. Aprendi a viver o momento presente, com uma mente mais estável, pacífica e focada.

Sinto-me uma pessoa muito feliz, realizada no amor, na profissão e na vida familiar. Superei a ansiedade, e me tornei uma pessoa tranqüila. Sou corajosa e cheia de entusiasmo. Faço meu marido ainda mais feliz, pois tenho paciência, compreensão e muito amor para dar.

Sou amiga de minhas filhas e nossa convivência é muito harmoniosa. Respeito a individualidade delas e aceito como são. Isto terminou com alguns conflitos, pois não quero mudá-las. Posso até lhes dar um conselho, mas sem impor minha vontade.

Eu nunca deixei de viajar de avião, mas sofria antes e durante a viagem. Hoje superei esse medo e viajo mais tranqüila.

Foram muitas conquistas alcançadas, passo a passo, dia após dia, ao longo de muitos anos de práticas diárias de meditação, de hatha yoga, de estudos e contemplação sobre a Filosofia e Ética do yoga.

Vigie a mente: substitua pensamentos negativos pelo seu oposto

Não consegui nada de um dia para o outro. Com perseverança, pratiquei a vigilância sobre minha mente, cortando e substituindo os pensamentos negativos por seus opostos e pelo mantra Om Namah Shivaya = Eu honro Deus que habita em mim (clique aqui).

Muitas vezes, eu não conseguia e ficava presa nos medos, mas não desisti e agora me sinto mais libertada dessa mente inimiga. Minhas meditações se tornaram mais longas e profundas e isto se reflete em minha vida cotidiana.

Ainda tenho que superar alguns obstáculos internos, mas sinto-me grata pelo que já alcancei. E isto me motiva a continuar praticando para melhorar cada dia mais.

Recebo muitos e-mails de pessoas que querem melhorar como em um passo de mágica, querem que algo ou alguém lhes cure, ou que aconteça um milagre.

Precisam se conscientizar que elas realizam seu próprio milagre. Os outros podem aconselhar, indicar os caminhos, mostrar os ensinamentos, mas ninguém pode lhes curar a não ser elas mesmas.

É necessária a vontade hábil e forte da alma, a aspiração de se libertar das amarras dessa mente inimiga. E com muita constância, praticar a vigilância sobre os pensamentos. Para esse treinamento interno, as práticas de hatha yoga, relaxamento e meditação ajudam muito.

Por ter conseguido tantos frutos e benefícios vivendo yoga, eu me tornei uma professora de hatha yoga e meditação e escrevo sobre esses sábios ensinamentos. Como eu consegui, você também pode conseguir. Invista em você mesmo e pratique com perseverança. Fique em paz! Namastê! Deus em mim saúda Deus em você.




Criteo Publicidade:

Emilce Shrividya Starling

É formada em Yoga pela Federação de Yoga do Brasil e Centro de Estudos de Yoga Narayana/S.P, com aperfeiçoamento em Hatha Yoga e Meditação nos Estados Unidos. É professora de Hatha Yoga em Santos (SP), desde 1989. Atualmente ensina Filosofia do Yoga e Meditação.



ENQUETE

Você aceita bem o seu corpo?







VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.