DESTAQUES

O que pode levar uma criança ter medo de ser abandonada?

Blenda de Oliveira 01/01/2016 PSICOLOGIA
Crianças precisam de atitudes bastante concretas que signifiquem amor

por Blenda de Oliveira

"Meu filho de seis anos tem chorado de medo de que eu o abandone, nunca em tempo algum falei isso. Como conduzir esse assunto? Se puder me ajudar agradeço."

Resposta: Às vezes ocorre que nessa idade em que a criança cria mais independência e passa a ter um pouco mais a noção da impermanência das pessoas e coisas, pode projetar os medos nas figuras de maior importância afetiva, como a mãe. Nessa idade elas também conversam mais com os amiguinhos, observam outras crianças e se dão conta da importância dos pais, pois são eles que fornecem a segurança e o bem-estar.

Como conduzir o assunto:

1º) Você pode conduzir esse assunto, conversando de maneira mais direta, em momentos de maior descontração. Pergunte para ele quando ele começou a ter essa preocupação e se você disse ou fez alguma coisa que o deixou com dúvida.

2º) Aproveite para fazer um passeio com ele em que vocês se divirtam, aproveitando para reassegurá-lo de sua presença na vida dele.

3º) Pesquise com ele o que ele precisa que você faça para ajudá-lo a tranquilizar-se sobre esse assunto. Procure mostrar que muitas crianças sentem esse medo, porque os pais são muito importantes, mas está tudo bem e que vai passar. Você o ajudará a superar.

4º) Evite negar a preocupação dele, dizendo apenas que é coisa da cabeça dele, pois isso ele já sabe, mas não sabe o que fazer.

5º) Procure criar situações em que possam estar juntos e tenha oportunidade de, claramente, olhando nos olhos do seu filho, ratificar o amor, o cuidado e a disponibilidade de ajudá-lo;

6º) Sempre que tiver possibilidade, lembrar de se comunicar durante o dia, trazer um presentinho (um bombom, uma revistinha) que concretize sua lembrança e seu interesse por ele;

7ª) Chame outras crianças para brincar com ele, mas na sua casa, e mostre como ele fica bem e consegue se divertir com outros interesses.

Crianças precisam de atitudes bastante concretas que signifiquem amor, presença e disponibilidade. Enfim, como dito acima, a condução desse assunto deve apontar para ações que o tranquilizem daqui para frente, assim cria-se mais segurança e autoconfiança no futuro.

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A psicóloga e psicanalista Blenda de Oliveira responderá dúvidas e perguntas sobre conflitos familiares e entre pais e filhos. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Criteo Publicidade:

Blenda de Oliveira

Doutora em psicologia clínica pela PUC-SP. Psicanalista pela Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo (SBPSP). Psicoterapeuta de adultos, adolescentes, crianças, famílias e casais. Atuante como Life Coaching em diversas áreas, utilizando essa metodologia para colaborar nos processos de sucessão familiar nas empresas.



ENQUETE

“Nada mais indigesto para o mundo que a liberdade de uma mulher", diz Fernanda Young. Você concorda?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.