DESTAQUES

Especialista diz o que fazer para evitar corrimento vaginal

Redação Vya Estelar 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR
Calor e umidade na vagina predispõe ao aumento de corrimento

Da Redação

A ginecologista Dra. Rosa Maria Neme (foto), responde principais questões sobre corrimento vaginal.

1. O que é corrimento?

Resposta: Corrimento é uma secreção que aparece na vagina e que pode ter vários aspectos em relação à cor e ao odor. Em geral, o corrimento contém fungos e bactérias, que estimulam as células da vagina e do colo do útero a produzirem essa secreção como uma forma de defesa do organismo.

2. Quando o corrimento é normal? Como identificá-lo em casa? Que época que ele aparece mais?

Resposta: O corrimento normal é aquele sem cheiro, que não coça e que pode ter uma colocação parecida com a de uma clara de ovo ou um pouco mais branco. O corrimento aparece, preferencialmente, na época da ovulação, que corresponde ao meio do ciclo menstrual e pode se intensificar no período antes da menstruação. Algumas mulheres podem apresentar mais secreção em relação às outras, principalmente se estiverem fazendo uso de algumas medicações, como anticoncepcionais.

3. Quando o corrimento pode ser considerado anormal?

Resposta: O corrimento anormal é aquele que tem uma coloração mais amarelo-esverdeada ou acinzentada e que pode provocar coceira e ardor na vagina. Nestes casos, deve-se procurar um ginecologista para avaliar qual a causa do corrimento e assim tratá-lo adequadamente.

4. O que fazer no dia a dia para evitar o corrimento?

Resposta: Tudo que aumenta o calor e a umidade dentro da vagina pode predispor a um aumento do corrimento. Portanto, algumas medidas podem evitar que ele aconteça são:

- Dormir sem calcinha, pois diminui o calor na vagina;

- Usar calcinhas de algodão (o algodão tende a esquentar menos que os tecidos sintéticos e, por isso, o fungo ou bactéria têm menor tendência de se proliferar);

- Utilizar sabonetes íntimos diariamente no banho (eles ajudam a manter a flora vaginal normal equilibrada);

- Não usar roupas apertadas, pois elas aumentam o calor e tornam a vagina um bom meio de proliferação dos fungos e bactérias;

- Não deixar a calcinha pendurada no banheiro (isso pode estimular a proliferação dos fungos e bactérias na calcinha);

- Secar bem os pelos da vulva, pois isso ajuda a diminuir a umidade desta região.

- Manter a flora intestinal equilibrada.

5. A alimentação tem algum papel importante?

O papel da alimentação equilibrada é manter a produção constante dos lactobacilos vaginais (que são as células de defesa da vagina) e manter o pH (grau de acidez) vaginal equilibrado, evitando a colonização de bactérias estranhas ao corpo feminino.

Fonte: Dra. Rosa Maria Neme é graduada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (1996) e doutorado em Medicina na área de Ginecologia pela Universidade de São Paulo (2004).




Redação Vya Estelar



ENQUETE

Para você, muitas vezes, ficar no estado de solidão pode significar sinônimo de alegria e liberdade?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.