DESTAQUES

Beijar com vontade e afeto mantém a paixão em alta

Karina Simões 01/01/2016 COMPORTAMENTO
No beijo nos apaixonamos e nos encontramos na relação com o outro

por Karina Simões

Manter a paixão na relação a dois é um grande desafio. Mas saiba que dá para despertar esses sentimentos de romance iniciais, sem deixar sua relação se tornar líquida, ou seja, descartável a ponto de fazer surgir o interesse de trocar de parceiro (a).

Muitos casais se mantêm juntos, infelizmente, por comodismo, amizade e em consequência até por medo de encontrar alguém que julguem melhor. Isso nos faz pensar o quanto driblar a perda dessa paixão se torna um desafio para ambos.

Que os contos de fadas não existem, sabemos. Mas ainda existe uma demanda enorme de mulheres em crise, com sentimentos de frustração afetiva ao perceberem que o príncipe virou sapo. E agora, o que fazer?

Fazer com que a vontade de estar juntos exista e perdure, bem como despertar o desejo de beijar são os dois passos principais para que essa paixão tenha uma longevidade esperada.  

Vontade de estar junto e de criar momentos que lembrem o início do romance constitui uma boa estratégia.

Como era o beijo de vocês no começo de tudo?

É exatamente assim, que se deve beijar até hoje. 

Já se perguntou por que vocês se perderam e se distanciaram desse íntimo e sublime ato de beijar?

O beijo é o encaixe de tudo. Mais forte até mesmo do que o próprio ato sexual. É no beijo que nos apaixonamos e nos encontramos na relação com o outro. Portanto, volte a beijar calorosamente e com vontade!

Oito dicas para manter a paixão em alta:

1ª) Sexo com afetividade é importante para estreitar o vínculo e a intimidade do casal;

2ª) Não perca tempo com brigas não construtivas, sem fundamentos. Amar requer urgência;

3ª) Veja sempre o lado positivo e bom de tudo que fizerem juntos. Reclame menos no dia a dia;

4ª) Ser clara e objetiva nas conversas a dois é sempre o melhor caminho;

5ª) Alimente suas amizades individuais e não apenas suas amizades sociais a dois. Cada um precisa de espaço dentro da relação para que ela perdure de forma mais saudável;

6ª) Realize fantasias a dois, se assim vocês tiverem. Não se acomode com a preguiça que geralmente se instala impedindo o casal de viver grandes emoções. Entreguem-se e vivam grandes emoções a dois;

7ª) Beije!!! Mas beije com vontade, com desejo e com afeto. O beijo é o ingrediente principal das relações afetivas. Nele nos entregamos de corpo e alma;

8ª) Permita-se sentir saudades! Fique longe ou permita que ele também fique longe um tempo. A convivência inibe a paixão. A saudade alimenta a líbido e a afetividade.

Como nos ensina a escritora Gioconda Belli em seu livro La Terra sotto la pelle: “O desafio consiste não no encontrar-se, mas sim no cultivar o terreno, no esforço amoroso de dois seres imperfeitos que se aceitam um ao outro e combinam de trabalhar a terra, construir as pontes, e que não fogem à primeira queda ou ao primeiro terremoto”.




Karina Simões

Psicóloga clínica cognitivo-comportamental. Possui especialização em Psicologia da Saúde e Desenvolvimento pela UFRN. Especialização pela Faculdade de Medicina do IPHC da USP. Membro da Federação Brasileira de Terapias Cognitivas - FBTC. Mais informações: www.karinasimoes.com.br



ENQUETE

Você prefere ouvir o quê?







VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.