DESTAQUES

Será que ela está a fim de mim ou estou confundindo as bolas?

Anette Lewin 01/01/2016 COMPORTAMENTO
Transição de amizade para o namoro pode causar insegurança

por Anette Lewin

"Estou completamente apaixonado por uma amiga e sofro em silêncio. Não consigo me declarar. A gente conversa direto, ela dá demonstrações que gosta de minha presença e que me quer por perto. Quando ela me abraça, eu me esqueço do mundo. Já cheguei a falar isso pra ela, mas não consigo beijá-la. Falta coragem, tenho medo de estar confundindo as bolas e ela me rejeitar e acabar perdendo a amizade dela. O chato é que minha intuição me diz que ela parece estar interessada. O que posso fazer pra perder este medo e falar o que sinto?"

Resposta: Se você está apaixonado, ser apenas amigo não é suficiente para você. Então por que ter medo de perder o que não basta?

Você gostaria de não ter que correr riscos mas, no caso isso fica difícil. Se você não ousar, estará perdendo a oportunidade de ter uma resposta, seja ela positiva ou negativa.

Você já insinuou que quer um relacionamento mais profundo e, pelo jeito, ela não te rejeitou... Se não se sentir pronto para beijá-la, vá, aos poucos, preparando mais o terreno: pegue na mão dela, faça um carinho no cabelo, dê um beijo mais prolongado no rosto... Enfim, vá dando dicas de que você gostaria de transformar o relacionamento em algo mais íntimo. Ou, em alguma hora em que você estiver mais decidido, arrisque o beijo!

Não se esqueça que as mulheres, em geral, admiram a ousadia masculina, quando ela está dentro de um contexto, é claro! Esse tipo de insegurança que você sente é bastante comum quando se quer passar da amizade para o namoro. Lembre-se, porém, que amigas você pode ter muitas ao mesmo tempo, já namorada...

Além do mais a relação de amizade envolve uma linguagem mais direta, onde se diz o que se pensa e o que se tem vontade de dizer. Já a relação de namoro envolve uma linguagem mais enigmática, própria de quem quer seduzir.

A paquera é um jogo onde cada um vai se revelando aos poucos . E para se tornar melhor nesse jogo nada como...jogar! É jogando que se aprende e, com certeza, aprende-se mais com os erros do que com os acertos. Portanto, se der certo, ótimo! Se não der, certamente você aprenderá algo que poderá ser útil numa próxima ocasião.

4 razões para arriscar a amizade por um namoro:

1ª) Se está apaixonado, só amizade não é suficiente. Então, por que ter medo de perder o que não basta?;

2ª) Ao arriscar-se ganha a oportunidade de ter uma resposta positiva ou negativa;

3ª) Pode-se ter várias amizades ao mesmo tempo, mas um amor... ;

4ª) Paquera é um jogo de revelação e, quanto mais se joga, mais se aprende... principalmente com os erros.

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A psicóloga Anette Lewin responderá sobre relacionamento amoroso, conflitos na vida a dois e conjugal. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Criteo Publicidade:

Anette Lewin

É psicóloga graduada pela PUC/SP. É psicoterapeuta de adultos e adolescentes em consultório particular desde 1975 até a presente data.



ENQUETE

Você aceita bem o seu corpo?







VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.