DESTAQUES

Sou muito ciumenta e ele quer terminar. Como reverter a situação?

Eduardo Yabusaki 01/01/2016 PSICOLOGIA
Superar o ciúme em excesso no relacionamento é possível, mas não é simples

por Eduardo Yabusaki

Não existe situação irreversível dentro de um relacionamento a dois desde que, claro, ambos queiram e se dediquem em reverter seja o que for: desde um pequeno mal-entendido ou mesmo imensas brigas e discussões.

Porém, em se tratando do assunto ciúme, nem sempre é tão simples. Afinal, a parte ciumenta nem sempre se considera como tal. Ou quando reconhece que tem ciúme, não admite que talvez esteja exagerando.

Primeiro passo para poder lidar com o ciúme

Portanto, o primeiro passo é reconhecer que o ciúme existe e deixar claro que ele faz parte da natureza das pessoas que amam e têm sentimentos e afeto pelo outro. Portanto, num relacionamento é mais do que natural que haja ciúme de uma das partes ou mesmo de ambos.

Entretanto, saber disso não faz com deixe de existir eventuais excessos de ciúme de uma das partes, o que pode ser destrutivo: o ciúme fora de controle pode gerar situações altamente desgastantes para o relacionamento, em que o ciumento fique muito pegajoso ou desconfiado do outro. Sentimentos de insegurança no ciumento excessivo podem fazer com ele fique temerário com todos os amigos ou lugares que o par frequente. Isso pode gerar sentimentos desconfortáveis no outro.

Cinco dicas para poder lidar com o ciúme:

1ª) O ciúme não deve ser alimentado ou reforçado.

2ª) Sempre que possível, deve-se mostrar que o ciúme não tem razão de existir e que ambos podem confiar um no outro, para que se sintam tranquilos e seguros. Dessa forma pode-se levar com bom humor até possíveis excessos.

3ª) Conduzir o ciúme em excesso do outro é sempre pelo caminho do entendimento: é necessário que ambos possam falar e - principalmente ouvir - o que está causando insegurança e, consequentemente, o ciúme.

4ª) É preciso avaliar e esclarecer se esse ciúme é infundado, para poder desfazer qualquer mal-entendido ou evitar as situações geradoras de ciúme.

5ª) O que não se deve fazer, é deixar para lá ou ignorar o ciúme. Não é fechando os olhos que se resolve o problema do ciúme, mas reconhecendo-o e enfrentando-o de frente.

Cuide dos seus sentimentos e do seu par, pois só assim o relacionamento caminhará para um futuro saudável e duradouro. Acredite sempre e seja feliz!




Eduardo Yabusaki

Eduardo Yabusaki - Psicólogo e Sexólogo Especializado em Terapia Comportamental Cognitiva, Terapia de Casal e Terapia Sexual. Coordenador do Curso de Sexologia Clínica ministrado em diferentes cidades há mais de 15 anos. Docente convidado do Curso de Fromação em Sexologia Clínica de BH. Responsável pelo www.vidadecasalbh.com.br



ENQUETE

Você é feliz no trabalho?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.