DESTAQUES

Temperaturas extremas reduzem chances de gravidez

Redação Vya Estelar 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR

Da Redação

Estudos da Universidade de Cincinnati, nos Estados Unidos, confirmam a influência do clima sobre a reprodução humana. De acordo com o cientista C.A. Mills, em países com invernos rigorosos, como Canadá e Holanda, o volume de mulheres grávidas é bastante baixo durante os meses mais frios. De outro lado, verões intensos também contribuem para uma queda na taxa de concepções. No Japão, essa queda chega a 50% nos meses mais quentes e úmidos.

De acordo com Silvana Chedid, especialista em Medicina Reprodutiva, os brasileiros também devem estar atentos às variações da fertilidade relacionadas à temperatura ambiente.

“Tanto o ciclo menstrual da mulher, como a produção de espermatozoides no homem, são afetados com a chegada do inverno e do verão. Pessoas expostas a longos períodos de frio, por exemplo, principalmente nos estados do Sul, registram queda de fertilidade”.

A especialista alerta que a influência do clima na reprodução humana não inclui as frentes frias que acontecem durante alguns dias, somente. “Pessoas que passam férias em locais com temperatura menor de 5º C ou maior de 35º C não têm com que se preocupar. Já se o casal habita uma localidade em que essas temperaturas são comuns ao longo do ano, daí certamente devem buscar ajuda especializada em caso de encontrar dificuldade para engravidar”.




Criteo Publicidade:

Redação Vya Estelar



ENQUETE

A universidade Yiwu Industrial and Commercial College em Shangai (China), oferece curso de graduação – de 3 anos - para formar pessoas que querem se tornar celebridades nas redes sociais. O que você acha?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.