DESTAQUES

Como escolher um calçado?

Juliana Prestes Mancuso 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR
Devemos sentir conforto assim que calçarmos o calçado

por Juliana Prestes Mancuso

A história dos calçados e sua evolução confundem-se com a história da humanidade. Na antiguidade, a sandália era o calçado mais utilizado, embora já usassem sapato no período de 1660 a 1220 a.C. na Mesopotâmia.

Os calçados são compostos basicamente de duas partes: a cobertura e a sola. A base para a construção de um calçado é a forma ou modelo que é feita de acordo com o molde do pé, permitindo que a cobertura seja feita na medida certa.

O calçado deve ser usado e escolhido para o fim que se destina, e esse deve ser confortável.

Para uma escolha correta no comprimento do calçado, pode-se experimentar o mesmo em pé, com todo o peso do corpo. Deve-se observar se existe distância entre a ponta do dedo mais longo e a ponta do calçado de pelo menos meia polegada. O ideal é ter entre meia e uma polegada: equivalente entre 1,3 e 2,5cm.

A largura correta deve ser testada com a pessoa em pé, o acompanhante ou vendedor deve exercer uma pressão no material de cobertura do calçado entre seu 1º e 2º dedos na frente do calçado. Não se deve encontrar sobras de material.

Outro aspecto importante a ser observado é a mobilidade do calçado, a flexibilidade do solado, assim como o tamanho e posicionamento do salto (se houver).

Os solados do tipo "anabela" são confortáveis, mas não são flexíveis. Na hora de escolher esse tipo de solado, deve-se observar a mobilidade do tornozelo no calçado.

Devemos sentir conforto assim que calçarmos o calçado nos pés, e não esperar que ele venha "amaciar".

*Anomalias no arco plantar, como pé chato ou arco muito alto (pé cavo), irão definir a indicação de algum tipo de correção se houver necessidade. A utilização de palmilhas corretivas pode ser um fator de peso na hora de escolher qual calçado usar. Existem também os calçados corretivos indicados por um ortopedista ou fisioterapeuta.

Crianças

Crianças devem sempre usar calçados com o formato de seus pés e que permitam o livre movimento de seus dedos. Saltos são inadequados, pois o esqueleto da criança ainda é imaturo podendo gerar futuras anormalidades. A sola do calçado deve ser capaz de proteger os pés de lesões e oferecer amortecimento sem que tenha tamanho exagerado.

A cobertura do calçado deve ser feita de material que permita que o pé "respire", evitando fungos e bactérias causadoras de odores fortes e frieiras.

Respeitar os próprios pés significa respeitar a si mesmo. Devemos cuidar deles, pois qualquer problema que venhamos a ter com eles, nos causará transtorno e dor. A escolha correta do calçado ajuda a evitar lesões.

*Há vários tipos de anomalias no pé. As mais comuns são as anomalias do arco - curvatura que irá definir o tipo de pisada, ou seja, onde irá exercer maior ou menor pressão ao caminhar na planta dos pés. O pé plano, ou pé 'desabado', é aquele onde não há nenhuma curvatura, e a pressão exercida geralmente é na parte medial (dentro) da planta do pé causando muitas vezes dores na coluna. O pé cavo tem uma curvatura muito maior da "ideal" e por isso exerce mais pressão na lateral do pé causando diversos problemas principalmente nos quadris e joelhos ao longo da vida.




Criteo Publicidade:

Juliana Prestes Mancuso

É formada pela Universidade Anhembi Morumbi, especializada em Fisioterapia Ortopédica e Traumatológica pelo Instituto Cohen de Ortopedia e Medicina Esportiva, Fisiologia do Exercício pela Universidade Veiga de Almeida, Fisioterapia do Sistema Musculoesquelética pela Universidade São Marcos e em acupuntura e medicina chinesa pelo Centro Científico Cultural Brasileiro de Fisioterapia. É responsável pelo site e grupo de discussão Fisioterapeutas Plugadas.



ENQUETE

“Nada mais indigesto para o mundo que a liberdade de uma mulher", diz Fernanda Young. Você concorda?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2017
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.